Percepções do conflito entre judeus e cristãos no segundo século no diálogo com Trifão, de Justino Mártir

Fábio Augusto Darius, Cleyton Ribeiro de Souza

Resumo


A instável relação entre judeus e cristãos elucida inúmeras interpretações quanto a causa, efeito e circunstância de divergência entre ambos. O presente trabalho tem como objetivo explanar a relação entre grupos de judeus e cristãos no contexto do
Império Romano para compreender as ferramentas sociais de composição do Diálogo. Como a obra cooperou para a desafeição entre judeus e cristãos? Inicialmente, pretende-se fazer um levantamento biográfico do autor do Diálogo. Logo após, buscase discutir alguns trechos da obra a partir de um debate historiográfico, dando margem ao terceiro tópico, a saber, o processo de dominação romana na Judeia, interferindo ou não nas relações entre judeus e cristão do segundo século.

Palavras-chaves: Judeus e cristãos; Estabelecidos e outsiders; Justino Mártir; Império Romano; Diálogo com Trifão.

The unstable relationship between Jews and Christians elucidates several
interpretations of the cause, effect and circumstance of difference between them. This paper aims to explain the relationship between Jews and Christians in the context of Roman Empire to understand the social tools of dialogue composition. How the work has cooperated to the disaffection between Jews and Christians? Initially, we intend to make a biographical the author of the Dialogue. Soon after, we try to discuss some of the work excerpts from a historiographical debate, giving rise to the third topic, namely the Roman rule in Judea process, interfering in relations between Jews and Christians in the second century. Finally, if an attempt is made to know how stigma process in Judea assisted in the dialogue composition.

Keywords: Jews and Christians; Established and outsiders; Justin Martyr; Roman
Empire; Dialogue with Tryphon.


Texto completo:

PDF

Referências


ALLERT, C. D. Revelation, truth, Canon, and interpretation: studies in Justin Martyr’s Dialogue with Trypho. Leiden: Brill, 2002. (Vigiliae Christianae, 64).

BOYARIN, D. This we know to be the carnal Israel: circumcision and the erotic life of God and Israel. Criticai Inquiry, v. 18, n. 3, 1992.

BUENO, D. R. Martirio de San Justino y de sus comparieros. In: Acta de los Martires. Madrid: Biblioteca de Autores Cristianos (BAC), 2002.

CAIRNS, E. E. O cristianismo através dos séculos: uma história da igreja cristã. São Paulo: Vida Nova, 2008.

CHARTIER, R. A história cultural: entre práticas e representações. Lisboa: DIFEL, 1990.

ELIADE, M. Mito e realidade. São Paulo: Perspectiva, 2002.

ELIAS, N.; SCOTSON, J. L. Os estabelecidos e os outsiders. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2000.

FELDMAN, S. A. Rei ungido a redentor da humanidade: a evolução do conceito de messias. In: SILVA, G. V., NADER, M. B., FRANCO, S. P. (Orgs.). As identidades no tempo: ensaios de gênero, etnia e religião. Vitória: EDUFES, 2006.

FLUSSER, D. O judaísmo e as origens do cristianismo. Rio de Janeiro: Imago, 2002. v. 3.

FORTES, T. Rabi Akiva e Bar Kokhva: o sonho messiânico. Tese. (Doutorado). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

GIANDOSO, D. M. O Diálogo com Trifão de São Justino mártir e a relação entre judeus e cristãos. Dissertação. (Mestrado em Teologia). Universidade de São Paulo, Faculdade de filosofia, letras e ciências humanas, 2011.

GONZÁLEZ, J. L. História ilustrada do cristianismo: a era dos mártires até a era dos sonhos frustrados. São Paulo: Vida Nova, 1995.

GOODMAN, M. Rome and Jerusalem: the clash of ancient civilizations. Nova Iorque: Vintage Books, 2007.

HEKSTER, O. Rome and its Empire, AD 193-284. Edinburgh: Edinburgh University Press 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.19141/1809-2454/kerygma.v12.n1.p73-87

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia