https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/issue/feed Kerygma 2023-09-22T10:28:14-03:00 Rodrigo Follis ou Flávio Prestes rodrigo.follis@unasp.edu.br Open Journal Systems <div style="text-align: justify;"> <p>A <strong>Kerygma</strong>, desde 2005, é um periódico científico online de acesso aberto que publica artigos com caráter interdisciplinar nas áreas de Ciências da Religião e Teologia.<strong> </strong></p> <p>A <strong>Kerygma</strong> tem como objetivo disseminar conhecimentos teológicos e espirituais, bem como promover reflexão e diálogo sobre temas relevantes para a vida cristã. Com 18 anos de existência, já propagou mais de 200 artigos científicos de diversos pesquisadores dessas áreas e possui Qualis/Capes e é indexada em importantes bases de dados. </p> <p>A <strong>Kerygma</strong> é editada pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp) e sua gestão editorial é realizada por meio do <em>Open Journal Systems</em> – OJS 3, sendo esse software desenvolvido pelo grupo de pesquisa Public Knowledge Project (PKP) da Universidade British Columbia.</p> <p>Os artigos podem ser submetidos em português, inglês e espanhol. Como forma de padronização de autoria, o Comitê Editorial deste periódico científico recomenda a inclusão do iD do ORCID no ato da submissão. O identificador ORCID pode ser obtido gratuitamente no endereço: <a title="ORCID" href="https://orcid.org/register%20" target="_blank" rel="noopener">https://orcid.org/register</a>. O autor deverá aceitar os padrões para apresentação de iD ORCID, e incluir a URL completa, acompanhada da expressão "http://", no seu cadastro, logo após o e-mail (por exemplo: <em>http://orcid.org/0000-0002-1825-0097</em>). </p> <p><strong>e-ISSN</strong>: 1809-2454 | <strong>Ano de criação</strong>: 2005 | <strong>Área do conhecimento</strong>: Ciências da Religião e Teologia|<strong>Qualis</strong>: B3 (2017-2020)|</p> <p>A <strong>Kerygma</strong> encontra-se indexada nos seguintes buscadores: Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER/IBICT); Sistema Regional de Informação em Linha para Revistas Científicas da América Latina, Caribe, Espanha e Portugual (<a href="https://latindex.org/latindex/">Latindex</a>); Religion Database, publicado pela American Theological Library Association (<a href="https://www.atla.com/research/title-lists/">ATLA</a>), Chicago, Illinois, EUA; Portal de Periódicos da <a href="https://www-periodicos-capes-gov-br.ezl.periodicos.capes.gov.br/index.php?option=com_pmetabusca&amp;mn=88&amp;smn=88&amp;type=p&amp;sfx=aHR0cHM6Ly9idXNjYWRvci5wZXJpb2RpY29zLmNhcGVzLmdvdi5ici9WP2Z1bmM9ZmluZC1lai0xJmluc3RpdHV0ZT1DQVBFUyZwb3J0YWw9Tk9WTyZuZXdfbG5nPVBPUg==&amp;sfxparam=2237-6461&amp;">CAPES</a>; <a href="https://www.sumarios.org/revista/kerygma">Sumários.org</a>; <a href="https://search.crossref.org/?q=1809-2454&amp;container-title=Kerygma">Crossref</a>. E também está disponível no catálogo do <a href="https://www.worldcat.org/pt/title/787015582">Worldcat</a>. Veja mais sobre essas e outras fontes de indexação da revista <strong>Kerygma</strong> no menu <a href="https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/indexing">Fontes de Indexação.</a></p> </div> https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1553 O Deus teísta existe 2023-04-10T16:15:08-03:00 Norman L. Geisler publisher@alumniin.com <p>O presente artigo irá trabalhar o conceito de que entre os vários argumentos a favor de Deus, todos eles mostram que há apenas um Deus, não muitos. E que esse Deus deve ser infinito, pois está além do mundo finito que criou. Esse Deus deve ser pessoal, porque Ele é inteligente e moral, sendo o Projetista Inteligente e o Legislador da Lei Moral. Além disso, o presente artigo conclui que esse Deus é espiritual e sobrenatural, pois está além do mundo físico e natural. Ele também pode fazer milagres porque já fez o maior milagre de todos – Ele criou o mundo. Assim, percebemos que a evidência aponta para a existência de um Deus, conforme a cosmovisão teísta – um Ser infinito, inteligente, perfeito, pessoal e sobrenatural.</p> 2022-05-25T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Norman L. Geisler https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1564 Criação, Evolução e Hermenêutica: Tendências Recentes no Adventismo 2023-04-17T15:04:04-03:00 Jean Zukowski jean.carlos@faama.edu.br Luan Alves Cota Mól luan.mol@adventistas.org <p><strong>Resumo:</strong> Os adventistas do sétimo dia, desde os seus primórdios, se consideram como um movimento religioso que baseia suas crenças na Bíblia e defende a criação histórica em seis dias literais. Recentemente, propostas que confrontam essa crença têm surgido no meio adventista causando certa reflexão acerca de assuntos até então não discutidos. Entretanto, como esse debate envolve o antigo conflito entre teologia e ciência, é necessário reconhecer que geralmente as discussões se resumem a conflitos entre diferentes interpretações e percepções, sendo que pouca atenção é dada aos pressupostos filosóficos de cada modelo.</p> <p><strong>Objetivo:</strong> Identificar as pressuposições hermenêuticas mais abrangentes que influenciam as principais propostas acerca do debate entre criação e evolução no adventismo.</p> <p><strong>Metodologia: </strong>Através de um levantamento bibliográfico dos escritos de Desmond Ford, Fritz Guy e Roy Graf, este artigo destaca, sem exaurir o tema, os principais proponentes de três diferentes modelos, denominados respectivamente nesta pesquisa de: progressivo (Ford), moderno (Guy) e histórico (Graf).</p> <p><strong>Resultados: </strong>As diferenças doutrinárias dentro do adventismo são condicionadas por bases filosóficas (ontológicas) profundas, sendo que uma análise hermenêutica (e não meramente doutrinária) do debate entre criação e evolução revelam os diferentes paradigmas que atuam como chaves de interpretação para Ford, Guy e Graf, sendo que o último modelo parece se adequar mais com toda a informação fornecida pelas Escrituras e com o sistema filosófico adventista.</p> <p><strong>Conclusão: </strong>Realmente, diferentes bases filosóficas e pressupostos moldam a cosmovisão de tal forma que é possível perceber diferentes interpretações do texto bíblico mesmo dentro de um único movimento religioso. Isso se deve à influência de diferentes fontes de teologia além da Bíblia no processo. Também se percebe a necessidade de, em futuras pesquisas sobre as crenças adventistas e diferentes propostas, sempre reconhecer a necessidade de ir além do debate doutrinário e exegético, buscando perceber os diferentes paradigmas de cada intérprete e suas implicações na formulação teológica.</p> 2022-04-28T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Jean Zukowski, Luan Alves Cota Mól https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1458 Gênesis e a Cronologia Mundial 2023-04-17T14:47:54-03:00 John Walton jcw@st-andrews.ac.uk <p>A desconfiança de Gênesis como história tem sido fomentada pela geociência uniformitarista e pela cronologia do tempo profundo. A realidade ou não de um dilúvio global tem um papel crucial na história e na cronologia mundiais. São apresentadas evidências de tipos diferentes que favorecem tal dilúvio a partir das Escrituras, da geociência e da antropologia. A datação por radiocarbono, devidamente calibrada para a descontinuidade do dilúvio, fundamenta uma cronologia compacta do tempo de milhares de anos para a história da Terra. Isso é reforçado por datas de radiocarbono com base no modelo diluviano para sítios do antigo Oriente Próximo comparados com os obtidos independentemente pelos arqueólogos. A corroboração adicional da cronologia de Gênesis provém de descobertas de tecidos moles preservados, proteínas e até mesmo DNA em ossos de dinossauros fósseis e outros em espécimes de toda a coluna geológica. A crença numa criação recente e rápida pode ser defendida pela ciência isolada de construções ideológicas seculares naturalistas. A cronologia do tempo compacto reabilita a crença na realidade histórica dos relatos de Gênesis sobre a origem da vida e a origem da morte.</p> 2022-01-19T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Kerygma https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1589 Debates sobre o termo “Imagem-Semelhança” em Gênesis 1:26-27 2023-09-14T13:59:17-03:00 Héber Stabenow Marski marski@andrews.edu <p>Este artigo estuda o significado da expressão “imagem e semelhança de Deus”, usada no texto massorético, em Gênesis 1:26 e 27, para descrever a criação da humanidade. Através da visão antropológica bíblica, este artigo visa trazer consciência sobre o propósito de nossa existência. Será usado o método canônico-teológico, que possui quatro corolários: (1) <em>sola Scriptura</em>; (2) uma visão elevada da revelação-inspiração do cânon bíblico; (3) a dupla autoria (divina e humana) do texto canônico; e (4) os procedimentos histórico-gramaticais da exegese. O artigo tem início com um olhar através das várias interpretações da “imagem de Deus” na história, não sendo normativa, mas sugestiva. Em seguida, apresenta uma exegese de Gênesis 1:26 e 27, criticando o livro <em>Dignity and destiny</em>, de John F. Kilner, por ser atualmente o livro com o estudo mais extenso sobre o tema proposto. Para concluir, o trabalho recapitula e sugere a aplicação do estudo proposto como uma visão de mundo para nossa relação teológica, sociológica e ecológica. A visão de mundo que existe em nós mesmos estipula como vamos pensar e agir. Temas como socialismo, feminismo, racismo, diferenças sexuais, infanticídio, ecologismo, veganismo e até mesmo ordenação ao ministério pastoral devem ser lidos e discutidos através de uma perspectiva “humana”.</p> 2022-01-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Héber Stabenow Marski https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1559 DNA = Deus? Bioinformática e Design Inteligente 2023-02-13T11:53:23-03:00 Don Deal DDeal@NGIM.org <p>A ciência da bioinformática é relativamente nova. Teve início na década de 1960 como uma forma de lidar com a enorme quantidade de dados que começava a ser revelada no DNA. Um dos insights críticos que os pesquisadores descobriram foi que o DNA continha um tesouro de informações: a programação da vida. A tese deste artigo é que a informação codificada no DNA não é semelhante a uma linguagem humana escrita: é uma linguagem. Assim como as informações transmitidas em idiomas são originadas em mentes, as instruções programadas no DNA também devem ser.</p> 2022-05-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Don Deal https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1568 DNA Mitocondrial: Da Genética Forense `às Origens da Humanidade 2023-03-24T10:19:03-03:00 Tiago Alves Jorge De Souza tiago.souza@unasp.edu.br <p>As mitocôndrias são organelas celulares que fornecem energia para o funcionamento da maquinaria celular. Juntamente com os cloroplastos das células vegetais, as mitocôndrias são as únicas organelas que possuem material genético. Essas peculiaridades, tornam o DNA mitocondrial (DNAmt) um dos principais tópicos de estudo no campo da Citologia e da Genética. Esse interesse é compartilhado pela Criminalística, que se utiliza da análise do DNAmt para a identificação forense em vestígios biológicos nos quais a análise de DNA nuclear é inviável. Além de ser empregado na investigação forense, a análise do DNAmt também tem sido amplamente utilizada na investigação paleoantropológica por meio da elaboração de filogenias humanas, as quais retroagem a apenas uma fêmea ancestral, conhecida como Eva mitocondrial. Nesse contexto, o presente artigo visa abordar a relevância dessa organela no campo da Criminalística e das Ciências das Origens, apresentando as implicações cientificas, filosóficas e teológicas advindas do estudo aprofundado dessa estrutura celular.</p> 2023-09-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Tiago Alves Jorge De Souza https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1581 O Ser Humano e a Natureza: Um Ensaio Bíblico-Teológico-Ontológico 2023-08-15T12:45:55-03:00 Rodrigo Penna-Firme rodrigopennafirme@gmail.com <p>O presente ensaio é um exercício teórico e exegético que busca analisar a relação dos seres humanos com a natureza de um ponto de vista bíblico-teológico-ontológico. Uma inspeção cuidadosa da bíblica revela que nela existem as bases filosóficas e morais necessárias para que a humanidade use a natureza de forma sábia, sem que, para tal, seja necessário eliminar o excepcionalismo humano. Em vez de ser justificativa para degradar o mundo natural, a teologia cristã oferece um conjunto de princípios e valores para orientar as relações entre os seres humanos e a natureza.</p> 2022-04-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Rodrigo Penna-Firme https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1583 O Conceito de Ciência em Ellen G. White: A Busca pela Epistemologia Cristã da Verdade 2023-08-21T21:13:09-03:00 Eduardo Lutz edlutz@gmail.com Maria da Graça F. Lütz edlutz@gmail.com <p>A epistemologia cristã da ciência, sob a perspectiva de Ellen G. White, emerge como uma investigação crucial no contexto contemporâneo. Neste estudo, exploramos a abordagem de White, que distingue com clareza o genuíno do enganoso, alertando para os perigos da pseudociência e enfatizando a responsabilidade intrínseca de adotar somente o conhecimento verdadeiro. A problemática reside na influência crescente de interpretações incorretas da ciência na sociedade. Ao analisar as obras de White, revela-se uma ênfase persistente no discernimento rigoroso e no compromisso com a verdadeira ciência e a importância de buscar-se um contexto integral em sua formulação. Esse achado evidencia a relevância contínua de sua epistemologia para orientar a busca e aplicação do conhecimento científico, mitigando a disseminação de informações distorcidas. Conclui-se que a abordagem epistemológica de Ellen G. White oferece orientação inestimável na preservação da integridade científica e no cumprimento ético de nossa busca pelo saber.</p> 2023-09-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Eduardo Lutz https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1488 Religiosidade, Espiritualidade e Doenças Cardiovasculares: O que Mostram as Pesquisas? 2023-04-25T16:58:38-03:00 Alice Behling Dias behling.alice@gmail.com Keila Ceresér keila.cereser@uol.com.br <p>A relação entre religiosidade, espiritualidade e saúde vem aumentando nos últimos anos, especialmente em se tratando da prevenção de doenças crônicas. As doenças cardiovasculares estão entre as principais causas de mortalidade mundialmente e também no Brasil. Este artigo tem como objetivo revisar e discutir sobre o que tem sido abordado nos últimos cinco anos a respeito do papel da religiosidade/espiritualidade em pacientes com doenças cardiovasculares. Foi realizada uma busca no Pubmed, dos artigos publicados nos últimos cinco anos, com os termos [“cardiovascular diseases” and “religiosity or spirituality”] em Janeiro de 2022. Foram encontrados 41 artigos, restando sete após refinamento. Os estudos avaliados foram unânimes em relatar as suas limitações, bem como a necessidade de haver mais pesquisas envolvendo o assunto religiosidade/espiritualidade e doenças cardiovasculares.</p> 2022-06-11T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Kerygma https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1560 Campanhas Antitabagismo e a Nicotina 2023-02-13T12:00:48-03:00 Ed Wilson Santos publisher@alumniin.com <p>O tabaco causa milhares de mortes todos os anos. A nicotina é a substância ativa do tabaco. Apesar de seus efeitos maléficos terem sido identificados e serem constantemente divulgados, inclusive pela igreja adventista por mais de 170 anos, ainda hoje milhares de pessoas ainda têm esse vício mortal. As mitocôndrias são organelas essenciais não apenas para a produção de energia, mas também para processos de apoptose, autofagia, sinalização redox, resposta imune e entrega de metabólitos. A homeostase mitocondrial depende de um equilíbrio na dinâmica mitocondrial (fusão e fissão). Estudos demonstraram que as funções mitocondriais e as alterações morfológicas dependem de um relógio circadiano viável. Mudanças neste relógio molecular alteram a função mitocondrial. O objetivo desse estudo é investigar os efeitos da exposição à nicotina no ciclo circadiano e na dinâmica mitocondrial, que podem levar a alterações metabólicas relevantes. Alterações na morfologia mitocondrial têm sido implicadas em vários processos fisiológicos e patológicos, como doenças neurodegenerativas e câncer.</p> 2022-06-12T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Ed Wilson Santos https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1503 Estilo de Vida de Adventistas e Determinantes Sociais da Saúde: Um Estudo Exploratório 2022-06-24T16:45:38-03:00 Miguel Sangar de Oliveira Sousa miguel.sangar97@gmail.com Naomi Vidal Ferreira naomi.ferreira@unasp.edu.br Victor José Machado de Oliveira oliveiravjm@gmail.com <p><strong>Resumo: </strong>Os adventistas do sétimo dia (ASD) têm sido alvo de estudos relacionados à saúde principalmente pelo estilo de vida baseado nos oito remédios naturais (8RN): nutrição, exercício, água, luz solar, temperança, ar puro, descanso e confiança. Quando comparados a não adventistas, apresentam bons resultados. Porém, quando comparados entre si, elementos sociodemográficos e culturais influenciam no processo saúde-doença.</p> <p><strong>Objetivo: </strong>Analisar o estilo de vida baseado no uso dos 8RN por ASD residentes no município de Manaus-AM e suas relações com os determinantes sociais da saúde (DSS).</p> <p><strong>Metodologia: </strong>Estudo descritivo, transversal, de abordagem quantitativa. Fizeram parte da amostra 86 participantes que responderam a dois questionários (8RN e DSS). A estatística descritiva e inferencial foi utilizada para análise dos dados. O nível de significância assumido foi de p&lt;0,05.</p> <p><strong>Resultados: </strong>As médias relacionadas aos scores dos 8RN e seus domínios foram positivas. No entanto, verificou-se diferenças entre os seguintes grupos para vulnerabilidades: homens podem ter maior vulnerabilidade quanto à nutrição; e as redes sociais e comunitárias em torno da fé, a idade e o nível de escolaridade do indivíduo podem contribuir para o uso dos 8RN e vários domínios.</p> <p><strong>Considerações finais: </strong>As variáveis sexo, tempo de batismo, afastamento da fé (redes sociais e comunitárias), idade e escolaridade do indivíduo interferiram em algum grau no uso dos 8RN. Destaca-se a necessidade de se levar em consideração os DSS que podem influenciar na adoção de hábitos mais saudáveis, o que requer a construção de políticas públicas que reduzam as iniquidades produzidas socialmente.</p> 2022-06-13T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Kerygma https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1565 Os Dinossauros na Literatura Adventista do Sétimo Dia: Um Breve Estudo 2023-03-24T09:42:56-03:00 Davi Vieira de Amorim publisher@alumniin.com Renato Stencel renato.stencel@unasp.edu.br <p>Desde o século 19, o tema dos dinossauros tem aparecido de forma recorrente na literatura da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Com as constantes descobertas de fósseis desses animais, muitos estudiosos adventistas buscam conciliar o relato bíblico da criação do mundo e a coexistência desses seres (uma vez que eles geralmente são usados nos meios científicos como evidência da teoria da evolução). O objetivo deste artigo é investigar a percepção adventista quanto ao assunto, desde os primórdios até o início do século 21, analisando o desenrolar das discussões e as influências envolvidas. Para a realização deste trabalho foi utilizado o método de análise bibliográfica. Dentre os principais autores pesquisados estão Ellen G. White, George M. Price, James L. Hayward, Samuel P. Tregelles e Francis H. Nichol. A pesquisa conclui que não há uma posição definida da igreja quanto ao tema, sendo que as duas explicações alternativas para a origem dos dinossauros – por criação divina ou por amalgamação – são claras e compreensíveis dentro de seus respectivos contextos hermenêuticos.</p> 2022-07-21T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Davi Vieira de Amorim, Renato Stencel https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1507 Educação Financeira: Reflexão, Princípios e Organização 2022-07-27T12:03:12-03:00 Erico Tadeu Xavier etxacademico@gmail.com <p>O aumento do endividamento e da inadimplência chama a atenção para a necessidade de se promover a educação financeira. Nesta pesquisa, o objetivo é refletir sobre alguns princípios que podem auxiliar na organização da vida financeira das pessoas mediante a obtenção de conhecimentos que possibilitem modificar hábitos e comportamentos para uma melhor gestão dos recursos financeiros. Mediante o método de revisão bibliográfica, se propõe a analisar a importância da educação financeira para a gestão dos recursos financeiros. A pesquisa chama a atenção para a necessidade de buscar conhecimentos relacionados com as finanças pessoais e familiares, com o intuito de mudar comportamentos quanto ao uso do dinheiro. A gestão dos recursos financeiros requer que a pessoa realize um planejamento financeiro pessoal ou familiar e se baseie em conhecimentos de números e de questões financeiras para aprender a controlar seus ganhos e gastos mensais, fazendo planos para pagamento de dívidas e de poupança e investimentos, tendo como base uma conduta moral e ética. O planejamento financeiro e o conhecimento sobre o mercado financeiro podem promover mudanças que resultam em melhoria na qualidade de vida, diminuindo estresse e preocupações, por meio de escolhas conscientes sobre o uso do dinheiro.</p> 2022-08-19T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Kerygma https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1406 Ética e Religiosidade em Edgar Morin 2023-01-27T17:26:57-03:00 Robson Stigar robsonstigar@hotmail.com <p>O presente artigo procura analisar a forma pela qual se encontra a religiosidade no pensamento de Edgar Morin. Apresenta a hipótese de que existe no pensamento de Morin uma perspectiva religiosa, que é acessada por meio da ética. Desta forma, o religioso em Morin necessita de um estudo crítico, cuja epistemologia está pautada na Teoria da Complexidade, religando os diversos saberes, conforme propõe Morin, onde a complexidade também possa considerar a necessidade e a presença de um <em>ethos</em> global e integral, incluindo a dimensão religiosa do ser humano. A partir da concepção de que toda religião possui uma ética, então, todas as religiões podem trabalhar para o crescimento integral do ser humano de forma ética e complexa como defende Morin.</p> 2022-05-19T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Kerygma https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1590 A Arquitetura dos Três Palácios Herodianos de Jericó 2023-09-20T12:41:48-03:00 Carina O. Prestes carinaprestes@gmail.com <p>Os palácios herodianos em Jericó têm sido fonte de pesquisa para muitos estudiosos por seu tamanho, construção e preservação. No entanto, a arquitetura desses palácios ainda não foi analisada com base nos conhecimentos modernos de conforto térmico e técnicas de design. Este artigo analisa, portanto, os palácios do primeiro século de Herodes, o Grande, em Jericó, tendo em vista esse conhecimento moderno.</p> 2022-10-21T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Carina O. Prestes https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1591 As Reações de Daniel às Crises: Lições Teológicas da Vida e do Pensamento do Profeta Escatológico de Jesus 2023-09-21T14:21:36-03:00 Flavio Prestes III prestes.neto@gmail.com <p>O livro de Daniel é caracterizado, entre outras coisas, por preocupações escatológicas, uma cosmovisão de conflito cósmico e uma visão positiva de Deus como o juiz final. Além disso, o livro retrata o envolvimento bem-sucedido de Daniel com diversos desafios ao longo de sua carreira. Considerando o contexto interno do livro dentro do quadro canônico, como Daniel reage com sucesso às crises? E o que os crentes com uma perspectiva semelhante podem aprender com sua experiência? Este artigo estuda brevemente cinco situações na vida de Daniel em busca de respostas para essas questões.</p> 2022-08-03T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Flavio Prestes III https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1592 Véu ou Penteado? Um Estudo de 1 Coríntios 11 e o Uso do Véu na Adoração 2023-09-22T10:28:14-03:00 Christie Goulart Chadwick christie.chadwick@acad.unasp.edu.br <p>Este artigo analisa se Paulo está recomendando um véu para as mulheres no contexto da adoração, ou se ele está discutindo penteados apropriados para elas. Um olhar mais atento à passagem de 1 Coríntios 11:4–16 mostra, em primeiro lugar, que Paulo não está discutindo apenas as mulheres, mas a vestimenta e apresentação apropriada para homens e mulheres à luz do que é esperado na sociedade greco-romana de seu tempo. A ausência de uma palavra para "véu" no texto original aponta para a possibilidade de uma discussão sobre penteados e estilos de cabelo e não sobre uma vestimenta para a cabeça. Evidências arqueológicas e textuais desse período corroboram essa interpretação.</p> 2022-10-13T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Christie Goulart Chadwick https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1582 Uma Análise das Citações e Alusões Intertextuais no Livro de Jonas 2023-08-21T02:02:38-03:00 Ezinaldo Pereira ezinaldopereira@gmail.com Rodrigo Guerra da Fonseca rodrigoguerrafonseca@gmail.com <p>Este trabalho propõe-se analisar, de maneira introdutória, o uso de citações e alusões no livro do profeta Jonas. No livro de Jonas, verificou-se a presença marcante de intertextos (textos anteriores que o influenciaram e foram usados como referência na sua composição). A metodologia utilizada foi a histórico-gramatical, além de pesquisa bibliográfica, e consultas a fontes pertinentes ao assunto. Em um primeiro momento, abordou-se questões introdutórias sobre intertextualidade e sua importância para o estudo do Antigo Testamento, em seguida, definiu-se os conceitos de citação e alusão, e por fim, estudou-se seus usos no livro do profeta Jonas, notando se o profeta respeita o contexto inicial do texto citado ou aludido ao integrá-lo em seu argumento, inserindo-o a uma nova realidade.</p> 2022-11-25T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Ezinaldo Pereira, Rodrigo Guerra da Fonseca