Kerygma https://revistas.unasp.edu.br/kerygma <div style="text-align: justify;"> <p>A <strong>Kerygma</strong>, desde 2005, é um periódico científico online de acesso aberto que publica artigos com caráter interdisciplinar nas áreas de Ciências da Religião e Teologia.<strong> </strong></p> <p>A <strong>Kerygma</strong> tem como objetivo disseminar conhecimentos teológicos e espirituais, bem como promover reflexão e diálogo sobre temas relevantes para a vida cristã. Com 18 anos de existência, já propagou mais de 200 artigos científicos de diversos pesquisadores dessas áreas e possui Qualis/Capes e é indexada em importantes bases de dados. </p> <p>A <strong>Kerygma</strong> é editada pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp) e sua gestão editorial é realizada por meio do <em>Open Journal Systems</em> – OJS 3, sendo esse software desenvolvido pelo grupo de pesquisa Public Knowledge Project (PKP) da Universidade British Columbia.</p> <p>Os artigos podem ser submetidos em português, inglês e espanhol. Como forma de padronização de autoria, o Comitê Editorial deste periódico científico recomenda a inclusão do iD do ORCID no ato da submissão. O identificador ORCID pode ser obtido gratuitamente no endereço: <a title="ORCID" href="https://orcid.org/register%20" target="_blank" rel="noopener">https://orcid.org/register</a>. O autor deverá aceitar os padrões para apresentação de iD ORCID, e incluir a URL completa, acompanhada da expressão "http://", no seu cadastro, logo após o e-mail (por exemplo: <em>http://orcid.org/0000-0002-1825-0097</em>). </p> <p><strong>e-ISSN</strong>: 1809-2454 | <strong>Ano de criação</strong>: 2005 | <strong>Área do conhecimento</strong>: Ciências da Religião e Teologia|<strong>Qualis</strong>: B3 (2017-2020)|</p> <p>A <strong>Kerygma</strong> encontra-se indexada nos seguintes buscadores: Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER/IBICT); Sistema Regional de Informação em Linha para Revistas Científicas da América Latina, Caribe, Espanha e Portugual (<a href="https://latindex.org/latindex/">Latindex</a>); Religion Database, publicado pela American Theological Library Association (<a href="https://www.atla.com/research/title-lists/">ATLA</a>), Chicago, Illinois, EUA; Portal de Periódicos da <a href="https://www-periodicos-capes-gov-br.ezl.periodicos.capes.gov.br/index.php?option=com_pmetabusca&amp;mn=88&amp;smn=88&amp;type=p&amp;sfx=aHR0cHM6Ly9idXNjYWRvci5wZXJpb2RpY29zLmNhcGVzLmdvdi5ici9WP2Z1bmM9ZmluZC1lai0xJmluc3RpdHV0ZT1DQVBFUyZwb3J0YWw9Tk9WTyZuZXdfbG5nPVBPUg==&amp;sfxparam=2237-6461&amp;">CAPES</a>; <a href="https://www.sumarios.org/revista/kerygma">Sumários.org</a>; <a href="https://search.crossref.org/?q=1809-2454&amp;container-title=Kerygma">Crossref</a>. E também está disponível no catálogo do <a href="https://www.worldcat.org/pt/title/787015582">Worldcat</a>. Veja mais sobre essas e outras fontes de indexação da revista <strong>Kerygma</strong> no menu <a href="https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/indexing">Fontes de Indexação.</a></p> </div> pt-BR <p><strong>Autores que publicam na Kerygma devem concordar com os seguintes termos:</strong></p> <ol> <li class="show">Uma vez aceitos para a publicação, os direitos autorais dos artigos são automaticamente transferidos à Kerygma.</li> <li class="show">Todo material utilizado no texto que possua direitos autorais de terceiros devem estar devidamente referenciados.</li> <li class="show">Os autores também devem deter os direitos de reprodução das imagens e tabelas em seu material, caso seja necessário.</li> <li class="show">Os autores garantem que o texto submetido é de sua inteira autoria e não foi submetido e/ou publicado em nenhum outro local.</li> <li class="show">As opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, necessariamente, a opinião da <strong>Kerygma</strong>;</li> <li class="show">É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.</li> <li class="show">Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a <a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/"><strong>Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional</strong></a>, que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista. Essa licença permite que outros remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho<strong>para fins não comerciais</strong>, e embora os novos trabalhos tenham de lhe atribuir o devido crédito e <strong>não possam ser usados para fins comerciais</strong>, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos.</li> <li class="show">Os autores concordam com a reprodução livre de seu material pela <strong>Kerygma</strong>, que poderá adaptar, modificar, condensar, resumir, reduzir, compilar, ampliar, alterar, mixar com outros conteúdos, incluir imagens, gráficos, objetos digitais, infográficos e hyperlinks, ilustrar, diagramar, fracionar, atualizar, traduzir e realizar quaisquer outras transformações, sendo necessária a participação ou autorização expressa dos autores.</li> <li class="show">Os autores concordam que a <strong>Kerygma</strong> pode distribuir os artigos mediante cabo, fibra ótica, satélite, ondas ou qualquer outro sistema que permite acesso ao usuário em tempo e lugar determinados, seja por vias gratuitas ou por sistemas que importem pagamento. A <strong>Kerygma</strong> poderá ainda incluir o trabalho em banco de dados, físico ou virtual, arquivar em formato impresso, armazenar em computador, em sistema de nuvem, microfilmar e demais formas de arquivamento atuais ou que ainda possam ser desenvolvidas, com ou sem fins lucrativos.</li> <li class="show">Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento na nova publicação que o artigo foi publicado originalmente nesta revista.</li> <li class="show">A <strong>Kerygma</strong> é detentora dos direitos de todos os trabalhos publicados por ela. A reprodução integral desses textos em outras publicações, para qualquer outra finalidade, por quaisquer meios, requer autorização por escrito do editor. O mesmo serve para reproduções parciais, como resumo, abstract, porções com mais de 500 palavras do texto, tabelas, figuras, ilustrações etc.</li> <li class="show">Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (veja “<a href="https://web-archive.southampton.ac.uk/opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html">The effect of open access and downloads ('hits') on citation impact: a bibliography of studies</a>”).</li> </ol> rodrigo.follis@unasp.edu.br (Rodrigo Follis ou Flávio Prestes) prestes.flavio@acad.unasp.edu.br (Rodrigo Follis ou Flávio Prestes) Tue, 03 Jan 2023 00:00:00 -0300 OJS 3.3.0.10 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 “Por que estás fazendo o povo parar de trabalhar?”: a redação do mandamento do shabat e o clamor dos escravos no êxodo https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1603 <p>Este trabalho analisará a redação do quarto mandamento do Decálogo, sugerindo a possibilidade deste texto ser uma resposta à pergunta do Faraó em seu diálogo anterior com Moisés: “por que você está fazendo o povo parar de trabalhar?” Para tanto, apresentará pesquisa bibliográfica, apoiando uma breve exegese de duas versões do mandamento, tal como apresentadas nos livros de Êxodo e Deuteronômio, analisando seu contexto histórico e literário. Verificará possíveis motivações para o autor do Êxodo mencionar especificamente o desconforto do Faraó com a cessação das atividades em seu domínio e como a redação do quarto mandamento se contrapõe à cultura vigente em relação à religião e ao sistema socioeconômico baseado na produção e exploração do trabalho.</p> Vinicius Cardoso von Mengden, Ruben Marcelino Bento da Silva Copyright (c) 2024 Kerygma https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1603 Tue, 03 Jan 2023 00:00:00 -0300 A homossexualidade e o comportamento pecaminoso de sodoma: uma análise de gênesis 18-19 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1599 <p>O presente artigo discorre sobre qual seria o comportamento pecaminoso de Sodoma que gerou o ato destrutivo de Deus. Para isso, foi realizada uma análise histórico-gramatical exegética. Assim, o trabalho analisa a narrativa, apontando para evidências na macro e microestruturas, contexto histórico e a tradução do verbo <em>yadah’</em> que qualificam o comportamento pecaminoso de Sodoma em Gênesis 19. Com base nas análises realizadas, há evidências suficientes para incluir a homossexualidade entre as características do comportamento pecaminoso de Sodoma descrito em Gênesis 19.</p> Mikael Sales Engelage, Felipe Alves Masotti Copyright (c) 2024 Kerygma https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1599 Tue, 11 Apr 2023 00:00:00 -0300 Intertextualidade bíblica em perspectiva: implicações e diretrizes de abordagem https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1372 <p>Esta pesquisa se propõe a estudar a Teoria da Intertextualidade, sua classificação, adoção e o desenvolvimento do termo dentro do campo da pesquisa bíblica, bem como suas implicações hermenêuticas. Ela abordavários modelos e diretrizes de abordagem intertextual, e os discute à luz de pressupostos hermenêuticos relacionados com uma visão elevada das Escrituras. Almeja-se sistematizar uma proposta de diretrizes de abordagem intertextual para a exegese bíblica e verificar a aplicabilidade da mesma por meio o estudo de três passagens: Apocalipse 20:7-21:8, Jeremias 32:1-33:26 e Mateus 27:1-10.</p> Paulo Alberto Barros Leite, Elias Brasil de Souza Copyright (c) 2023 Kerygma http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1372 Sun, 07 May 2023 00:00:00 -0300 Lc 1:67-79: O cântico de zacarias sob a perspectiva da análise retórica bíblica semítica https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1579 <p>Há séculos o Cântico de Zacarias (Lc 1:67-79), conhecido também como <em>Benedictus</em>, é lido, entoado e orado por cristãos de diferentes denominações. O texto, que está cheio de alusões e ecos do Antigo Testamento, rende um preito de gratidão a Deus por cumprir Suas promessas do passado, por meio da vinda do Messias, cujo precursor é o filho do Sacerdote Zacarias, João Batista. Este hino, que se encontra no chamado Evangelho da Infância de Lucas (Lc 1:5-2:52), trata-se de uma linda e rica poesia semita com sotaque lucano. O <em>Benedictus</em> aborda alguns temas bíblico-teológicos muito caros ao cristianismo, tais quais a doutrina do Espírito Santo (pneumatologia, v. 67), a doutrina de Cristo (cristologia, vv. 68ab, 76b, 78-79), a doutrina da salvação (soteriologia, vv. 68c-69, 71, 73b-75, 77), a teologia das alianças (vv. 69, 70, 72-73), o conceito de misericórdia divina (vv. 72a, 78a) e a missão de João Batista (vv. 76-77), e o mais importante, o cumprimento da fidelidade e das promessas divinas, feitas a Seu povo, no AT sobre a vinda do Messias. Este artigo procura analisar todos estes aspectos da perícope – histórico, linguístico, intertextual e teológico – aplicando, para isto, o Método da Análise Retórica Bíblica Semítica. Ao término, nas Considerações Finais, são feitas aplicações práticas, de cunho pastoral, sobre a passagem.</p> Ygor Almeida, Waldecir Gonzaga Copyright (c) 2024 Kerygma https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1579 Fri, 18 Aug 2023 00:00:00 -0300 Vendo Deus? uma breve comparação entre o mt e o lxx em êxodo 24:10-12 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1586 <p>Este artigo explora a tensão teológica em torno da percepção de Deus em Êxodo, comparando o Texto Massorético (MT) com a tradução da Septuaginta (LXX). Êxodo 24:10–12 sugere a possibilidade de ver a Deus, enquanto Êxodo 33:20 contradiz isso, criando um dilema para os intérpretes. Os tradutores da LXX buscaram mitigar essa complexidade em vez de resolvê-la completamente. Seguindo a metodologia de Emmanuel Tov, o artigo fornece traduções dos versos do MT junto com suas contrapartes na LXX, com tabelas comparativas destacando discrepâncias e possíveis retroversões. A análise visa identificar e avaliar as divergências entre os textos hebraico e da LXX, oferecendo insights sobre as estratégias interpretativas empregadas pelos antigos tradutores para harmonizar passagens conflitantes. Em última análise, embora não forneça soluções definitivas, este estudo lança luz sobre as escolhas interpretativas feitas pelos tradutores da LXX e suas implicações para a compreensão das nuances teológicas do texto.</p> Sergio Festa Copyright (c) 2024 Kerygma https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1586 Fri, 10 Nov 2023 00:00:00 -0300 Festividades religiosas no antigo oriente próximo: um estudo comparativo entre o festival de akitu e o yom kippur https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1349 <p>O presente artigo tem como objetivo realizar um estudo comparativo entre dois dos principais festivais/eventos realizados no Antigo Oriente Próximo do qual existem registros históricos e bíblicos: o festival de <em>Akitu</em> e o <em>Yom Kippur</em>. O festival de <em>Akitu</em> era uma das principais festividades na Mesopotâmia tendo início no primeiro dia do ano e procurando alcançar diversos objetivos, sendo eles religiosos e políticos. No entanto, o festival de <em>Akitu</em> deixou de ser celebrado por vários séculos, ao passo que o <em>Yom Kippur </em>continua sendo celebrado ou lembrado pela religião judaica ainda atualmente. Diante disso surge a problemática: Quais eram as principais características do festival do <em>Akitu</em>? Existem semelhanças entre o festival de <em>Akitu</em> e a festividade judaica do <em>Yom Kippur</em>? O presente artigo irá discutir essas questões e argumentar que embora haja algumas similaridades entre esses dois antigos festivais, no fim os princípios e os propósitos que ambos os festivais pretendiam alcançar eram muito diferentes.</p> Eloá Moura Galvão Copyright (c) 2024 Kerygma https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1349 Thu, 21 Sep 2023 00:00:00 -0300 A comunhão das sociedades metodistas: uma resposta à atomização da fé cristã https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1604 <p>Este artigo procura avaliar uma manifestação histórica proeminente dos atributos coletivistas e comunitários inerentes à fé cristã, nomeadamente, o envolvimento metodista com pequenos grupos, supervisionado por John Wesley, e seus efeitos na comunidade religiosa. A investigação é feita por meio de uma revisão de literatura, e inicia-se com uma apresentação concisa da gênese histórica das sociedades metodistas e das reuniões de classe. As deliberações subsequentes centrar-se-ão na dedicação ao cuidado mútuo dentro de pequenos grupos e nos esforços contemporâneos que visam o renascimento deste legado metodista. Através desta pesquisa é possível concluir que o modelo metodista pode ser uma resposta adequada às tendências contemporâneas de atomização da fé e individualismo na experiência religiosa.</p> Isaac Malheiros, Davi Boechat Copyright (c) 2024 Kerygma https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1604 Mon, 03 Jul 2023 00:00:00 -0300 A missão de deus (missio dei) é a missão da igreja? por uma práxis eclesial https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1383 <p>Os estudos missiológicos vêm ocupando importante espaço tanto nos debates de cunho acadêmico quanto nas práticas de campo propriamente ditas, alcançando interesse global e transcultural. Fundamentado em revisão bibliográfica, o presente ensaio dialoga com alguns autores considerados expoentes no campo de estudos missiológicos, com expectativas de contribuir modestamente com a continuidade desse diálogo, apresentando uma abordagem da eclesiologia missional, a partir do conceito de <em>missio Dei</em>, tendo a missiologia como campo de estudo da teologia, bem como prática na vida da igreja. Iniciando com uma breve narrativa histórico-conceitual da missiologia, o texto avança para o conceito da missão de Deus e sua relação direta com a Igreja amalgamado na proposta da eclesiologia missional.</p> Edenis Cesar Oliveira Copyright (c) 2023 Kerygma http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1383 Wed, 20 Sep 2023 00:00:00 -0300 Religião e sociedade: ideias judaicas e adventistas sobre o messianismo https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1391 <p>Há duas tendências dominantes sobre a era messiânica no judaísmo: a restauradora e a utópica. Depois de estudar essas duas tendências e como elas são compreendidas pelos sionistas religiosos, este estudo analisa as ideias sobre a era messiânica nos adventistas do sétimo dia. Parece que a maneira pela qual a era messiânica é compreendida tem implicações para a maneira pela qual a relação entre religião e sociedade é compreendida. Embora a visão adventista da era messiânica tenha semelhanças com a dos sionistas, os dois grupos têm discrepâncias.</p> Maicol Alejandro Cortes Copyright (c) 2023 Kerygma http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1391 Sun, 19 Feb 2023 00:00:00 -0300 Fundamentos da escatologia de samuel ramos https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1580 <p>Esse é um estudo sobre os fundamentos da escatologia adotada por Samuel Ramos com o propósito de entender a natureza da teologia profética defendida pelo autor. A metodologia utilizada para esse fim é estabelecida sobre o comparativo de citações de Ramos com um conjunto de referências extraídas de fontes publicadas pela Igreja Adventista do Sétimo Dia, como o Tratado de Teologia Adventista do Sétimo Dia e a Série Darcom, publicada pela “Comissão de Daniel e Apocalipse” (em inglês DARCOM, conhecida em português como “Santuário e Profecias Apocalípticas”, em uma edição da Unaspress), da Associação Geral da Igreja Adventista, além de autores de relevância hermenêutica no meio adventista, como Gerhard Hasel, Jon Paulien e Ranko Stefanovic. Sob essa perspectiva, serão analisados detalhes do site oficial desse autor, vídeos publicados no YouTube, a monografia de 1987, que apesar da distância cronológica, é relevante no sentido da reconstrução histórica da mentalidade teológica do autor, e os três volumes sobre o livro de Apocalipse, com os dois volumes sobre o livro de Daniel, todos de autoria dele.</p> Flávio Pereira da Silva Filho Copyright (c) 2024 Kerygma https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1580 Thu, 01 Jun 2023 00:00:00 -0300 Sepultamento ou cremação: a forma de dispor dos mortos frente a questões culturais, sociais e religiosas https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1609 <p>As civilizações sempre demonstraram zelo e reverência ao dispor dos mortos. Entre os orientais, a cremação tem sido a prática predominante. Nas culturas judaica e cristã, o sepultamento tem sido o mais comum, mas nas últimas décadas a cremação se tornou uma prática dominante em muitos países ocidentais. A popularização dos crematórios no Ocidente levanta a importante questão se a Bíblia oferece prescrição sobre cremar ou sepultar os mortos. Este artigo reflete sobre o sepultamento e a cremação, sua ocorrência na história, suas taxas atuais e o que a Bíblia tem a dizer sobre isso. Os relatos bíblicos sobre sepultamento, punição por fogo e cremação são abordados do ponto teológico, com a finalidade de compreender a natureza do relato se prescritivo ou não. O essencial na discussão sobre a questão é destacar a esperança bíblica da restauração de todas as coisas em Cristo, incluindo a ressurreição dos seres humanos para a vida imortal ou para o juízo.</p> Vanderlei Dorneles Copyright (c) 2024 Kerygma https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/1609 Sat, 03 Jun 2023 00:00:00 -0300