Suicídio, um ato de esperança? uma reflexão sobre a postura de deus em relação aos suicidas vítimas de depressão
PDF

Palavras-chave

suicídio
depressão
mandamentos.

Como Citar

Flores, A. (2010). Suicídio, um ato de esperança? uma reflexão sobre a postura de deus em relação aos suicidas vítimas de depressão. Kerygma, 6(2), 84-89. Recuperado de https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/176

Resumo

Neste artigo é debatida a questão do suicídio em torno dos dez mandamentos,
seria ele aceitável como consequência de depressão ou seria ele proibido de maneira direta ou indireta por causa das leis divinas? Para realizar tal relação serão analisadas algumas possíveis causas do suicídio, com foco para a depressão.

PDF

Referências

ALZUGARAY, D. IstoÉ - Guia da Saúde Familiar: Depressão. Ed. Especial n.º 8: Cajamar-SP: Três, 1999

ATKINSON, R. L. Introdução a Psicologia de Hildgard. Ed. 13ª. Porto Alegre: Artmed, 2002

BEAR, M. F. Neurociências: Desvendando o Sistema Nervoso. Ed. 2ª. Porto Alegre: Artmed,2002

DALGALARRONGO, P., Psicopatologia e Semiologia dos Tratamentos Mentais. PortoAlegre: Artmed, 2000.

REIFLER, H. U. A Ética dos Dez Mandamentos. São Paulo: Vida Nova, 1992

SANSANO, R. Suicídio: Buscando alternativas. Barcelona: Clie 1992.

Declaro (amos) que a revista Kerygma está autorizada a publicar e alterar o texto inédito e original de minha (nossa) autoria, submetido para avaliação deste periódico, a fim de "maximizar a disseminação da informação". Concordo (amos) em compartilhar os direitos autorais a ele referentes com a Unaspress e com o Unasp, sendo que seu “conteúdo, ou parte dele, pode ser copiado, distribuído, editado, remixado e utilizado para criar outros trabalhos, sempre dentro dos limites da legislação de direito de autor e de direitos conexos”. 

Reconheço (Reconhecemos) ainda que Kerygma está licenciada sob uma LICENÇA CREATIVE COMMONS - ATTRIBUTION 4.0 INTERNATIONAL (CC BY 4.0) e que esta obra também estará licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, caso seja aceita e publicada.

Dito isto, PERMITO (PERMITIMOS) que as instituições citadas acima remixem, adaptem, criem e distribuam, a partir deste trabalho, mesmo que para fins comerciais, desde que atribuam o devido crédito ao (s) autor (es) pela criação original.

Downloads

Não há dados estatísticos.