Por que há algo ao invés de nada?
PDF

Como Citar

Silva, R. P. (2011). Por que há algo ao invés de nada?. Kerygma, 7(2), 95–101. Recuperado de https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/141

Resumo

HEEREN, F. Mostre-me Deus: o que a mensagem do espaço nos diz a respeito
de Deus. Tradução de Soraya Bausells. 1ª Ed. São Paulo: Clio, 2009. 453 p.

PDF

Referências

HASEL, G. V. The ‘days’ of creation in Genesis 1. In: BALDWIN, J. T. (Ed.).

Creation, catastrophe and calvary. Hargestown, MD: Review and Herald, 2000.

SILVA, R. P. A Suméria e os testemunhos extrabíblicos de Gênesis 1–11. In:Parousia, Engenheiro Coelho,v. 9, n. 1, 2010.

ROSS, H. Origin of the universe: new scientific evidence for the existence of God. Cosmicfingerprints, South Barrington, Illinois, abr. 16, 1994. Disponível em:<http://www.cosmicfingerprints.com/hugh-ross-origin-of-the-universe/>. Acesso em:16 dez de 2011.

MINAR, E. Heidegger, Wittgenstein, and Skepticism. The Havard review of philosophy. v. 9, 2001. Disponível em: http://www.hcs.harvard.edu/~hrp/issues/2001/Minar.pdf>. Acesso em: 16 dez de 2012.

Uma vez aceitos para a publicação, os direitos autorais dos artigos são automaticamente transferidos à Kerygma. Todo material utilizado no texto que possua direitos autorais de terceiros devem estar devidamente referenciados. As pessoas autoras também devem deter os direitos de reprodução das imagens e tabelas em seu material, caso seja necessário. Autores(as) que publicam na Kerygma devem concordar com os seguintes termos:

Termo 1: Os(as) autores(as) concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, permitindo o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
Termo 2: Os(as) autores(as) têm a autorização para assumir contratos adicionais para a distribuição não exclusiva de seu trabalho, conforme publicado na revista (por exemplo: repositório institucional, capítulo de livro etc.). Contudo, ele deve reconhecer a autoria e a publicação inicial do trabalho à Kerygma.
Termo 3
: Os(as) autores(as) concordam com a reprodução livre de seu material pela Kerygma, que poderá adaptar, modificar, condensar, resumir, reduzir, compilar, ampliar, alterar, mixar com outros conteúdos, incluir imagens, gráficos, objetos digitais, infográficos e hyperlinks, ilustrar, diagramar, fracionar, atualizar, traduzir e realizar quaisquer outras transformações, sendo necessária a participação ou autorização expressa dos autores. Ela também pode distribuir mediante cabo, fibra ótica, satélite, ondas ou qualquer outro sistema que permite acesso ao usuário em tempo e lugar determinados, seja por vias gratuitas ou por sistemas que importem pagamento. A Kerygma poderá incluir o trabalho em banco de dados, físico ou virtual, arquivar em formato impresso, armazenar em computador, em sistema de nuvem, microfilmar e demais formas de arquivamento atuais ou que ainda possam ser desenvolvidas, com ou sem fins lucrativos.

A revista Kerygma é detentora dos direitos de todos os trabalhos publicados por ela. A reprodução integral desses textos em outras publicações, para qualquer outra finalidade, por quaisquer meios, requer autorização por escrito do editor. O mesmo serve para reproduções parciais, como resumo, abstract, porções com mais de 500 palavras do texto, tabelas, figuras, ilustrações etc.

Downloads

Não há dados estatísticos.