Análise lingüística do sêmeron em lucas 23:43
PDF

Palavras-chave

evangelhos
escatologia
Lucas.

Como Citar

Silva, R. (2006). Análise lingüística do sêmeron em lucas 23:43. Kerygma, 2(2), 46. Recuperado de https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/287

Resumo

Lucas 23:43 é um texto de leitura ambígua, onde o advérbio pode, à primeira vista, qualificar tanto o primeiro verbo (dizer) quanto o segundo (estar). A compreensão escatológica do verso pode ser sensivelmente modificada, dependendo de como lemos ou pontuamos a frase "em verdade te digo hoje tu estarás comigo no paraíso". A maioria das versões bíblicas conecta o advérbio ao segundo verbo, mas algumas o conectam com o verbo anterior e umas poucas preferem manter a dubiedade original deixando o texto sem pontuação ou o advérbio entre vírgulas. O propósito desse estudo foi analisar lingüisticamente a sintaxe do advérbio Sêmeron em Lucas 23:43, procurando verificar qual a leitura mais viável do verso dentre aquelas até hoje sugeridas. A partir de uma exaustiva análise do comportamento sintático do Sêmeron dentro de outras anfibologias semelhantes à de Lucas 23:43, podemos encontrar um argumento lingüístico que sustente uma das leituras. Este estudo documentário está baseado primeiramente nos textos gregos que compõem a LXX e o NT. Também se recorreu largamente aos textos de manuscritos bíblicos diversos (observando a colação textual) e aos escritos dos Pais da Igreja que trataram do assunto de forma direta e indireta. Ambas as fontes, primária e secundária, foram usadas para providenciar o contexto histórico e lingüístico necessários para os propósitos desse presente estudo.

PDF

Declaro (amos) que a revista Kerygma está autorizada a publicar e alterar o texto inédito e original de minha (nossa) autoria, submetido para avaliação deste periódico, a fim de "maximizar a disseminação da informação". Concordo (amos) em compartilhar os direitos autorais a ele referentes com a Unaspress e com o Unasp, sendo que seu “conteúdo, ou parte dele, pode ser copiado, distribuído, editado, remixado e utilizado para criar outros trabalhos, sempre dentro dos limites da legislação de direito de autor e de direitos conexos”. 

Reconheço (Reconhecemos) ainda que Kerygma está licenciada sob uma LICENÇA CREATIVE COMMONS - ATTRIBUTION 4.0 INTERNATIONAL (CC BY 4.0) e que esta obra também estará licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, caso seja aceita e publicada.

Dito isto, PERMITO (PERMITIMOS) que as instituições citadas acima remixem, adaptem, criem e distribuam, a partir deste trabalho, mesmo que para fins comerciais, desde que atribuam o devido crédito ao (s) autor (es) pela criação original.

Downloads

Não há dados estatísticos.