Análise lingüística do sêmeron em lucas 23:43

Autores

  • Rodrigo Pereira da Silva

Palavras-chave:

evangelhos, escatologia, Lucas.

Resumo

Lucas 23:43 é um texto de leitura ambígua, onde o advérbio pode, à primeira vista, qualificar tanto o primeiro verbo (dizer) quanto o segundo (estar). A compreensão escatológica do verso pode ser sensivelmente modificada, dependendo de como lemos ou pontuamos a frase "em verdade te digo hoje tu estarás comigo no paraíso". A maioria das versões bíblicas conecta o advérbio ao segundo verbo, mas algumas o conectam com o verbo anterior e umas poucas preferem manter a dubiedade original deixando o texto sem pontuação ou o advérbio entre vírgulas. O propósito desse estudo foi analisar lingüisticamente a sintaxe do advérbio Sêmeron em Lucas 23:43, procurando verificar qual a leitura mais viável do verso dentre aquelas até hoje sugeridas. A partir de uma exaustiva análise do comportamento sintático do Sêmeron dentro de outras anfibologias semelhantes à de Lucas 23:43, podemos encontrar um argumento lingüístico que sustente uma das leituras. Este estudo documentário está baseado primeiramente nos textos gregos que compõem a LXX e o NT. Também se recorreu largamente aos textos de manuscritos bíblicos diversos (observando a colação textual) e aos escritos dos Pais da Igreja que trataram do assunto de forma direta e indireta. Ambas as fontes, primária e secundária, foram usadas para providenciar o contexto histórico e lingüístico necessários para os propósitos desse presente estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-11-14

Como Citar

SILVA, R. P. da. Análise lingüística do sêmeron em lucas 23:43. Kerygma, Engenheiro coelho (SP), v. 2, n. 2, p. 46, 2006. Disponível em: https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/287. Acesso em: 15 jun. 2024.

Edição

Seção

Resumos de Teses e Dissertações