Um estudo sobre o uso da televisão pela igreja adventista no estado de São Paulo: programa fé para hoje
PDF

Palavras-chave

“Fé para Hoje”
televisão brasileira
Associação Paulistana da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Como Citar

Abreu, P., & Macedo, R. (2008). Um estudo sobre o uso da televisão pela igreja adventista no estado de São Paulo: programa fé para hoje. Kerygma, 4(2), 98. Recuperado de https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/225

Resumo

O objetivo deste estudo é registrar a história do programa “Fé para Hoje” como pioneiro na televisão brasileira, mostrando o seu desenvolvimento, bem como o motivo de sua permanência no ar até os dias atuais. Será feito uma descrição histórica do surgimento da televisão nos Estados Unidos e no Brasil e o seu uso religioso. Será apresentada uma visão histórica do programa “Fé para Hoje” desenvolvido pela Associação Paulistana da Igreja Adventista do Sétimo Dia. O enfoque principal será colocado no processo de produção e seu funcionamento.

PDF

Referências

CAPARELLI, Sérgio. Comunicação de Massa em Massa, 3 ed., São Paulo,

Summus, 1986.

COSTELLA, Antonio F. Comunicação do Grito ao Satélite, 5 ed., São Paulo, Mantiqueira, 2002.

FILHO, Ciro Marcondes. Televisão: A vida pelo vídeo. São Paulo, Moderna, 1988

GUARESCHI, Pedrinho A./Osvaldo Biz. Mídia, Educação e Cidadania, Rio de Janeiro, Vozes, 2005.

História da Nossa Igreja, Tradução Odair Linhares e Isolina Waldvogel. 1ed., Casa Publicadora Brasileira, Santo André-SP.

MARCONDES FILHO, Ciro. Televisão: A vida pelo vídeo. São Paulo, Moderna, 1988.

PACHECO, Elza Dias. Televisão, criança, imaginário e educação: dilemas e diálogos. Campinas-SP: Papirus, 1998.

PATERNOSTRO, Vera Íris. O Texto na TV: Manual de Telejornalismo, 1 ed., Rio de Janeiro, Elsevier, 1999.

_________Revista Adventista, Outubro de 1963.

_________Revista Adventista, Dezembro de 1964.

_________Revista Adventista, fevereiro de 1967.

_________Revista Adventista, Agosto 1968.

SILVERSTONE, Roger. Por que estudar a mídia? Edições Loyola, São Paulo. 2002.

SODRÉ, Muniz. A Máquina de Narciso, 2 ed., São Paulo, Cortez, 1990.

STEINBER, Charles S. Meios de Comunicação de massa. Editora Cultrix, São Paulo, 1966.

Declaro (amos) que a revista Kerygma está autorizada a publicar e alterar o texto inédito e original de minha (nossa) autoria, submetido para avaliação deste periódico, a fim de "maximizar a disseminação da informação". Concordo (amos) em compartilhar os direitos autorais a ele referentes com a Unaspress e com o Unasp, sendo que seu “conteúdo, ou parte dele, pode ser copiado, distribuído, editado, remixado e utilizado para criar outros trabalhos, sempre dentro dos limites da legislação de direito de autor e de direitos conexos”. 

Reconheço (Reconhecemos) ainda que Kerygma está licenciada sob uma LICENÇA CREATIVE COMMONS - ATTRIBUTION 4.0 INTERNATIONAL (CC BY 4.0) e que esta obra também estará licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, caso seja aceita e publicada.

Dito isto, PERMITO (PERMITIMOS) que as instituições citadas acima remixem, adaptem, criem e distribuam, a partir deste trabalho, mesmo que para fins comerciais, desde que atribuam o devido crédito ao (s) autor (es) pela criação original.

Downloads

Não há dados estatísticos.