A publicidade vendeu a religião?
PDF

Palavras-chave

Theories of Publicity
Consume Relationships
Media and Religion
Publicity and Advertisement
Theology. Teorias da Publicidade
Relações de Consumo
Mídia e Religião
Publicidade e Propaganda
Teologia.

Como Citar

Follis, R. (2010). A publicidade vendeu a religião?. Kerygma, 6(2), 53–65. Recuperado de https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/169

Resumo

Utilizando-se as teorias sociais e as contribuições da teologia, este artigo discute as transformações nos processos religiosos e socioeconômicos da sociedade atual. O objetivo é entender as composições das interações entre mídia e religião, a partir da indagação acerca da substituição (ou não) da mensagem religiosa pela imagem publicitária.

PDF

Referências

BARBOSA, Livia; CAMPBELL, Colin (Orgs). Cultura, Consumo e Identidade. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2009.

BERGER, Christa. Tensão entre os Campos Religioso e Midiático. In: MELO, José Marques; GOBBI, Maria Cristina; ENDO, Ana Claudia Braun (orgs.). Mídia e Religião na Sociedade do Espetáculo. São Bernardo dos Campos-SP: Universidade Metodista, 2007.

BERGER, Peter. A Dessecularização do Mundo: Uma visão global. In: Religião e Sociedade. Rio de Janeiro: n. 21/1, 2001. P. 9-23.

CASTORIADIS, Cornelius. Figuras do Pensável: As encruzilhadas do labirinto VI. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004.

____________,.A Instituição Imaginária da Sociedade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

CONTRERA, Malena Segura. A Dessacralização do Mundo e a Sacralização da Mídia: Consumo imaginário televisual, mecanismos projetivos e a busca da experiência comum. In:BAITELLO. Norval Jr (org). GUIMARÃES, Luciano (org). MENEZES, José Eugenio (org). PAIEIRO, Denise (Org). Os Símbolos Vivem Mais que os Homens: Ensaios de comunicação, cultura e mídia. São Paulo: Annablume, 2006.

CUNHA, Magali do Nascimento. Vinho Novo em Odres Velhos: Um olhar comunicacional sobre a explosão gospel no cenário religioso evangélico no Brasil. Tese de doutoramento em Comunicação Social. São Paulo: ECA-USP, 2004.

DELEUZE, Gilles. Conversações: 1972-1990. Rio de Janeiro: 1992.

DURKHEIM, Èmilie. As Formas Elementares da Vida Religiosa: O sistema totêmico na Austrália. São Paulo: Paulinas, 1989.

ECO, Umberto. Apocalípticos e Integrados. São Paulo: Perspectiva, 1976

FONSECA, Alexandre Brasil. Evangélicos e Mídia no Brasil. Bragança Paulista-SP: EDUSF, 2003.

GUIZZARDI, Gustavo; STELLA, Renato. Teorias da secularização. In: FERRAROTTI, F. (Org.). Sociologia da Religião. São Paulo: Paulinas, 1990.

GUATTARI,Félix.Micropolítica:Cartografias do desejo. Petrópolis: Vozes, 2005.

JACKS, Nilda. Publicidade e o Universo Cultural. In: Cadernos de Comunicação – FACOS/UFSM. Ano 2, n.2, dez.1997.

KLEIN, Alberto. Imagens do Culto, Imagens da Mídia. Porto Alegre: Sulina, 2006.

LIPOVETSKY, Gilles. “Sedução, Publicidade e Pós-modernidade”. Revista FAMECOS. Porto Alegre, nº 12, julho 2000.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Mass Media as a Site of Resacralization of Contemporary Cultures.In: Moraes, Hoover, Stewart; Lundy, Knut (org.). Rethinking Media, Religion and Culture.Londres: Sage, 1997.

MARTINO, Luís Mauro Sá. Mídia e Poder Simbólico: Um ensaio sobre comunicação e campo religioso. São Paulo: Paulus, 2003.

NOVA, Luiz Henrique Sá da. “Da Cultura como Mercadoria, ao Consumo como Prática Cultural” Revista do Centro de Artes, Humanidades e Letras vol. 1 (1), 2007. <http://www.ufrb.edu.br/reconcavos/n01/pdf/nova.pdf> Acessado em 14/04/2010.

RIVEIRA,Paulo Barrera.Pluralismo Religioso e Secularização: Pentecostais naperiferia da cidade de São Bernardo do Campo no Brasil. Revista de Estudos da Religião. Março de 2010, pp. 50-76.

In: <http://www.pucsp.br/rever/rv1_2010/t_rivera.pdf> Acessado em 09/10/2010.

SANTAELLA, Lucia. Produção de Linguagem e Ideologia. São Paulo: Cortez Editora, 1996.

SILVA, Deborah Pereira da. A Comunicação Publicitária como Reencantamento: A relação entre publicidade e religião no Brasil e na América Latina. 2008.In: http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obr a=118867>Acessado em 14/05/2010.

SCHULTZ, Adilson. Deus está presente - o diabo está no meio: O protestantismo e as estruturas teológicas do imaginário religioso brasileiro. In:<http://www3.est.edu.br/biblioteca/btd/Textos/Doutor/Schultz_a_td48.pdf>Acessado em 14/05/2010.

WOLF, Mauro. Teoria das Comunicações de Massa. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

Downloads

Não há dados estatísticos.