Teologia cristã e conhecimento
PDF

Como Citar

Pereyra, R. (2011). Teologia cristã e conhecimento. Kerygma, 7(2), 87–94. Recuperado de https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/142

Resumo

CANALE, F. O princípio cognitivo da teologia cristã: um estudo hermenêutico
sobre revelação e inspiração. Tradução Neumar de Lima. 1. ed. Engenheiro
Coelho-SP: Unaspress — Imprensa Universitária Adventista, 2011. 416 p.

PDF

Referências

CANELE, F. A criticism of theological reason: time and timelessness as primordial presuppositions. Berrien Springs: Andrews University Press, 1987.

______. Back to revelation-inspiration: searching for the cognitive foundation of christian theology in a postmodern world. Lanham: University Press of America, 2001.

______. Understanding revelation-inspiration in a postmodern world. Berrien Springs: Andrews University Press, 2001.

______. Creation, evolution and theology: the role of method in theological

accomodation. Berrien Springs, MI: Andrews University Lithotec, 2005.

______. The cognitive principle of christian theology: a hermeneutical study of the revelation and inspiration of the Bible. Berrien Springs, MI: Andrews University Lithotec, 2005.

Uma vez aceitos para a publicação, os direitos autorais dos artigos são automaticamente transferidos à Kerygma. Todo material utilizado no texto que possua direitos autorais de terceiros devem estar devidamente referenciados. As pessoas autoras também devem deter os direitos de reprodução das imagens e tabelas em seu material, caso seja necessário. Autores(as) que publicam na Kerygma devem concordar com os seguintes termos:

Termo 1: Os(as) autores(as) concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, permitindo o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
Termo 2: Os(as) autores(as) têm a autorização para assumir contratos adicionais para a distribuição não exclusiva de seu trabalho, conforme publicado na revista (por exemplo: repositório institucional, capítulo de livro etc.). Contudo, ele deve reconhecer a autoria e a publicação inicial do trabalho à Kerygma.
Termo 3
: Os(as) autores(as) concordam com a reprodução livre de seu material pela Kerygma, que poderá adaptar, modificar, condensar, resumir, reduzir, compilar, ampliar, alterar, mixar com outros conteúdos, incluir imagens, gráficos, objetos digitais, infográficos e hyperlinks, ilustrar, diagramar, fracionar, atualizar, traduzir e realizar quaisquer outras transformações, sendo necessária a participação ou autorização expressa dos autores. Ela também pode distribuir mediante cabo, fibra ótica, satélite, ondas ou qualquer outro sistema que permite acesso ao usuário em tempo e lugar determinados, seja por vias gratuitas ou por sistemas que importem pagamento. A Kerygma poderá incluir o trabalho em banco de dados, físico ou virtual, arquivar em formato impresso, armazenar em computador, em sistema de nuvem, microfilmar e demais formas de arquivamento atuais ou que ainda possam ser desenvolvidas, com ou sem fins lucrativos.

A revista Kerygma é detentora dos direitos de todos os trabalhos publicados por ela. A reprodução integral desses textos em outras publicações, para qualquer outra finalidade, por quaisquer meios, requer autorização por escrito do editor. O mesmo serve para reproduções parciais, como resumo, abstract, porções com mais de 500 palavras do texto, tabelas, figuras, ilustrações etc.

Downloads

Não há dados estatísticos.