“Estar em escravidão”: um estudo exegético de gálatas 4:25

Autores

  • Elmer Arrais Guzman

Palavras-chave:

Gálatas, escravidão, lei, salvação, circuncisão, justificação.

Resumo

Esse estudo exegético tem como objetivo entender o que significa a expressão “estar em escravidão”, em Gálatas 4:25. Um grupo relaciona a expressão à observância da lei de Deus como método de salvação e norma de conduta, dessa forma a graça de Cristo implicaria isenção de obediência a mesma. Por sua vez, outros entendem “escravidão” apenas em seu teor soteriológico, sem abolir as práticas normativas para a conduta cristã. O presente estudoaborda essa roblemática, analisando o contexto histórico, literário, léxico-sintático e teológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-11-13

Como Citar

GUZMAN, E. A. “Estar em escravidão”: um estudo exegético de gálatas 4:25. Kerygma, Engenheiro coelho (SP), v. 3, n. 2, p. 90, 2007. Disponível em: https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/260. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Trabalho de Conclusão de Curso