“Estar em escravidão”: um estudo exegético de gálatas 4:25
PDF

Palavras-chave

Gálatas
escravidão
lei
salvação
circuncisão
justificação.

Como Citar

Guzman, E. (2007). “Estar em escravidão”: um estudo exegético de gálatas 4:25. Kerygma, 3(2), 90. Recuperado de https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/view/260

Resumo

Esse estudo exegético tem como objetivo entender o que significa a expressão “estar em escravidão”, em Gálatas 4:25. Um grupo relaciona a expressão à observância da lei de Deus como método de salvação e norma de conduta, dessa forma a graça de Cristo implicaria isenção de obediência a mesma. Por sua vez, outros entendem “escravidão” apenas em seu teor soteriológico, sem abolir as práticas normativas para a conduta cristã. O presente estudoaborda essa roblemática, analisando o contexto histórico, literário, léxico-sintático e teológico.

PDF

Declaro (amos) que a revista Kerygma está autorizada a publicar e alterar o texto inédito e original de minha (nossa) autoria, submetido para avaliação deste periódico, a fim de "maximizar a disseminação da informação". Concordo (amos) em compartilhar os direitos autorais a ele referentes com a Unaspress e com o Unasp, sendo que seu “conteúdo, ou parte dele, pode ser copiado, distribuído, editado, remixado e utilizado para criar outros trabalhos, sempre dentro dos limites da legislação de direito de autor e de direitos conexos”. 

Reconheço (Reconhecemos) ainda que Kerygma está licenciada sob uma LICENÇA CREATIVE COMMONS - ATTRIBUTION 4.0 INTERNATIONAL (CC BY 4.0) e que esta obra também estará licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, caso seja aceita e publicada.

Dito isto, PERMITO (PERMITIMOS) que as instituições citadas acima remixem, adaptem, criem e distribuam, a partir deste trabalho, mesmo que para fins comerciais, desde que atribuam o devido crédito ao (s) autor (es) pela criação original.

Downloads

Não há dados estatísticos.