Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição deve ser original, inédita, e autoral, e não estar sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • As pessoas autoras precisam estar cientes, por precaução, das condições éticas que envolvem a publicação de um trabalho acadêmico antes da submissão do texto (como pode ser entendido em FAPESP; COPE; ICMJE e nas "Políticas Editoriais" desta revista).
  • As pessoas autoras podem ser mestrandos(as), mestres(as), doutorando(as) e doutores(as). Estudantes de graduação ou especialização, graduados(as) e especialistas devem assinar o artigo acompanhados de professor(a) orientador(a) que possua titulação.
  • Trabalhos publicados em anais de eventos são aceitos para avaliação desde que incorporem pelo menos 30% em material textual inédito. Nesse caso, o autor deve informar a revista em "Comentários ao editor" sobre essa adaptação.
  • O texto deve seguir à risca os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página "Sobre" a Revista, e no template disponível para download.
  • O texto deve ser submetido sem indicação de autoria. As informações autorais devem ser preenchidas no “perfil do usuário”, que permanece editável durante o processo de submissão. É obrigatório inserir as seguintes informações: instituição de vinculação, cidade, e-mail e link ORCID.
  • Se o trabalho submetido realizou pesquisa com seres humanos, deve seguir o que determina a Resolução do Conselho Nacional de Saúde (CNS 196/96). A pesquisa referida também deve ser aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Instituição onde foi realizada, cujo documento de aceite segue em anexo à submissão. Devem ser coletados os Termos de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE), em posse das pessoas autoras responsáveis pela pesquisa e/ou da Instituição, e que estão disponíveis à consulta e verificação.
  • A Convergências aceita, no máximo, 30% de autoplágio para criação de um novo artigo, desde que fique clara a citação ao trabalho anterior. Caso a quantidade máxima seja ultrapassada, o artigo será devolvido ao autor e arquivado, caso não cumpra com as mudanças requeridas. Trabalhos publicados em anais de evento obedecem outra regra, conforme explicado acima.
  • Após submeter o texto completo com autoria definida no sistema da Convergências, o trabalho não possui mais nenhuma informação ou co-autoria a ser acrescentada.

Diretrizes para Autores

A Convergências aceita textos de pessoas mestrandas, mestras, doutorandas e doutoras. Estudantes de graduação ou especialização, graduados(as) e especialistas devem assinar o artigo acompanhados de um(a) doutor(a). Os textos podem ser assinador por, no máximo, 5 pessoas. Os autores não têm nenhum custo para submissão e publicação dos trabalhos. Privilegiam-se temáticas que abordam a interface da área da Comunicação com outros campos sociais, além de trabalhos especialmente relacionados aos dossiês temáticos. 

Para ter acesso a todas as diretrizes necessárias para a formatação dos trabalhos às normas da Convergências, faça o download do nosso template e siga as instruções do arquivo formatado para a submissão. Em todo caso, se preferir, siga as instruções básicas abaixo e aplique a formatação do seu texto para realizar a submissão:

  • O arquivo da submissão deve estar em formato Microsoft Word (.doc ou .docx), OpenOffice ou Rich Text Format (.rtf). Textos em quaisquer outros formatos, como, por exemplo, em .pdf, não serão aceitos. Aconselha-se que não ultrapassem 2 MB. As imagens devem ser anexadas separadas, em alta qualidade.
  • O artigo deve elaborar reflexões que apresentem análises empíricas ou reflexões de caráter teórico e metodológico que contribuam para a consolidação do campo acadêmico da Comunicação. A extensão dos manuscritos deve ser de no mínimo 30 mil e, no máximo, 50 mil caracteres com espaço.
  • O título deve possuir, no máximo, duas linhas, estar em negrito, fonte Arial 14, espaçamento simples, em caixa alta, centralizado. O mesmo serve para o título em inglês.
  • O resumo deve ter entre 100 e 250 palavras, acompanhar palavras-chave (de três a cinco); possuir tradução do resumo (abstract) e das palavras-chave (keywords) em inglês na sequência do artigo. É fundamental que o texto tenha passado por revisão de falante nativo ou de tradutor especializado. Trabalhos que não sejam em português deverão possuir título e resumo em português, além das mesmas informações na língua do texto.
  • Devem ser acrescentadas de três a cinco palavras-chave relacionadas aos principais assuntos do artigo, todas divididas por ponto e vírgula (;).
  • O artigo precisa estar de acordo com as Normas ABNT, segundo as normas informadas nestas diretrizes, no template, e no Manual de publicações de artigos do Unasp. As referências utilizadas devem vir no corpo do texto, entre parênteses, contendo autor, data e página: (NOVAIS, 2022, p. 12). Outras informações sobre a bibliografia utilizada devem ser inseridas no final do artigo, em “Referências Bibliográficas''. 
  • O corpo do texto deve estar com espaço de 1,5 entre as linhas, e usar fonte Arial, tamanho 12. O layout do documento enviado deve estar em A4, com margens superior e esquerda 3 cm, e margens inferior e direita em 2 cm. No desenvolvimento do conteúdo, a linguagem deve ser clara e objetiva; o itálico só deve ser empregado em situações de ênfase; título de livros, filmes ou revistas; e terminologia estrangeira. A despeito dessas ocasiões, eles devem ser utilizados com parcimônia.
  • Citações diretas com até três linhas de extensão devem ir no corpo do texto, entre aspas, seguidas da referência entre parênteses. Citações com mais de três linhas de extensão devem aparecer em bloco, tamanho 11, sem aspas, espaçamento simples, separadas pelo espaço de um parágrafo antes e depois do bloco, com margem de 4 cm à direita. 
  • Notas de rodapé devem ser inseridas na parte inferior da mesma página, com numeração contínua em números arábicos, justificadas, em Arial tamanho 10. Para submissão de artigos à revista Convergências, elas não servem para referenciar citações do texto, e são utilizadas apenas para comentários, adendos, parênteses ou acréscimo de conteúdo secundário. A utilização das notas de rodapé deve ser aplicada com parcimônia, e não podem ser extensas. Elas também informam o texto original de qualquer porção traduzida pelo autor. Nessa ocasião, a referência entre parênteses deve conter a informação “tradução livre” seguida da nota de rodapé com o texto na língua original entre aspas, em itálico.
  • Imagens, tabelas e gráficos devem ser acrescentados ao corpo do texto em boa qualidade, centralizados, com título inserido na parte superior e fonte informada na parte inferior – fonte Arial 11. Os materiais gráficos também devem ser anexados à parte como arquivos separados no processo de submissão, em JPG e alta qualidade.
  • Os subtítulos do artigo devem aparecer em negrito, fonte Arial 12, alinhados à esquerda da página (Ctrl + Q). Eles também devem ser escritos em caixa baixa, apenas com a primeira letra da frase em maiúscula. Aconselha-se que não ultrapassem uma linha. Todos devem ser numerados em números arábicos (1, 2, 3 etc.), e devem obrigatoriamente realizar distinção entre seus níveis e subníveis.
  • As referências bibliográficas contemplam apenas as obras citadas no corpo do texto. Elas devem ser inseridas no final do artigo em ordem alfabética, espaçamento simples, com o espaço de um parágrafo entre as referências. A depender do tipo do material, ele deverá seguir as normas específicas para cada tipo de bibliografia, de acordo com as normas da ABNT e com Manual de publicações de artigos do Unasp.
  • URLs para as referências devem ser informadas quando possível. A informação do endereço DOI para os artigos científicos é obrigatória; os que não possuem a identificação devem ser citados com um link em referência à fonte com data de acesso.

 

Para livros:

 SOBRENOME, iniciais do(s) autor(res). Título: Subtítulo. Local: Editora, ano.

Exemplos:

MARTINO, L. M. S. Mídia, religião e sociedade: Das palavras às redes digitais. São Paulo: Paulus, 2016.

JENKINS, H. Convergence Culture: Where Old and New Media Collide. 2. ed. New York: New York University Press, 2007.

 

Para capítulos de livro:

SOBRENOME, iniciais do(s) autor(es). Título: Subtítulo. In: SOBRENOME, iniciais do(s) organizador(es) ou editor(es). Título: Subtítulo. Cidade: Editora, ano, páginas do capítulo.

Exemplo:

LEMOS, L. Comunicação na cibercultura: O mundo feminino no social games. In: GONÇALVES, E. M. (Org.). Estudos de Comunicação e Linguagem: Múltiplas experiências. São Caetano do Sul: Virgo, 2011, p. 151-168.

RAMOS, P.; FIGUEIRA, D. Graphic Novel, narrativa gráfica, novela gráfica ou romance gráfico? Terminologias distintas para um mesmo rótulo. In: RAMOS, P.; VERGUEIRO, W.; FIGUEIRA, D. (Orgs.). Quadrinhos e Literatura: diálogos possíveis. São Paulo: Criativo, 2014.

 

Para artigos científicos:

SOBRENOME, iniciais do(s) autor(es). Título: Subtítulo. Nome da revista, volume, número, páginas do artigo, ano.

Exemplo: 

MCCOMBS, M. E.; SHAW, D. L. The Agenda-Setting Function of Mass Media. The Public Opinion Quarterly, v. 36, n. 2, p. 176-187, 1972.

HOHLFELDT, A. Os estudos sobre a hipótese do agendamento. Revista Famecos, n. 7, p. 42-51, 1997.

 

Para teses, dissertações ou monografias: 

SOBRENOME, iniciais do(s) autor(es). Título: Subtítulo. Número de páginas. Tipo de trabalho (grau e área). Unidade de ensino, Instituição, Local, Ano. 

Exemplos: 

EHREMBERG, K. C. Comunicação mercadológica em celulares: Um panorama do mobile marketing. 124f. Dissertação (Mestrado em Comunicação Social), Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social, Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2011. 

QUEIROZ, T. A. Máquina como outro comunicativo: Crítica da concepção cibernética à luz da fenomenologia de Heidegger. 182f. Tese (Doutorado em Ciências), Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

 

Anais de eventos:

SOBRENOME, iniciais do(s) autor(es). Título do trabalho apresentado. In: Nome do evento, Numeração do evento (se houver), Ano, local de realização. Título do documento (anais, atas etc.). Local: Editora, Data de publicação, Página inicial e final da parte referenciada. 

Exemplos: 

SOUSA, M. T. Rezando pelo Smartphone: reconfiguração de práticas religiosas em grupo de orações pelo WhatsApp. In: XXVII Encontro Anual da Compós, 2018, Belo Horizonte, MG. Anais do 27º Encontro Anual da Compós. Belo Horizonte: Galoá, 2018, p. 1-21.

CUNHA, M. do N. Religiões, midiatização e política: o caso dos evangélicos brasileiros. 42º Congresso Brasileiro de Estudos Interdiciplinares da Comunicação, 2019, Belém, PA. Anais do 42º Congresso Brasileiro de Estudos Interdiciplinares da Comunicação. Belém: Intercom, 2019, p. 1-15.

Artigos para Dossiê

A Convergências publica edições com base em dossiês temáticos relacionados ao campo comunicacional. Os trabalhos enviados para a publicação desta categoria devem estar alinhados à proposta sugerida pelos editores do dossiê e passar pela avaliação delimitada por estas políticas editoriais.

Artigos de temática livre

A Convergências também publica, em suas edições, uma seção de artigos relacionados a temas livres; todos ainda relacionados ao escopo comunicacional. Os artigos podem ser publicados em paralelo ao dossiê sem, contudo, seguir sua proposta temática.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros. Além disso, a editora Unaspress adota a licença Creative Commons Attribution para sua coleção de periódicos científicos em acesso aberto; ela define como padrão a adoção da licença desse tipo de atribuição para seus conteúdos.