Sobre a Revista

Foco e escopo

A revista Convergências está vinculada ao curso de Comunicação Social e Jornalismo do Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP) campus Engenheiro Coelho. Ela é uma publicação on-line de periodicidade anual voltada para o campo acadêmico da Comunicação. A proposta editorial acolhe contribuições que abordam o campo comunicacional e suas relações com outros campos sociais, como a religião, a saúde, a arte, a política, a cultura e a economia. São apreciados trabalhos que apresentam análises empíricas, discussões de caráter teórico e metodológico. O periódico tem por objetivo contribuir para a consolidação das pesquisas na área da Comunicação em diálogo com outras áreas das Ciências Humanas. O público alvo é formado por estudantes e professores do Brasil e do exterior. A Convergências recebe artigos científicos em português, espanhol, inglês e francês em fluxo contínuo.

Formato e Periodicidade 

Com edições anuais, a revista Convergências adota o sistema de publicação em fluxo contínuo, e só se encontra disponível em formato eletrônico. Assim, artigos aprovados que tenham passado por todo o processo de editoração e Double-Blind Peer Review são disponibilizados, sem ter de aguardar a finalização dos outros trabalhos que compõem cada número. Com isso, agiliza-se a publicação dos resultados e o acesso às pesquisas.  

Políticas de seção

  • Dossiês: a Convergências publica edições com base em dossiês temáticos relacionados ao campo comunicacional. Os trabalhos enviados para a publicação desta categoria devem estar alinhados à proposta sugerida pelos editores do dossiê e passar pela avaliação delimitada por estas políticas editoriais.
  • Temática livre: a Convergências também publica, em suas edições, uma seção de artigos relacionados a temas livres; todos ainda relacionados ao escopo comunicacional. Os artigos podem ser publicados em paralelo ao dossiê sem, contudo, seguir sua proposta temática.
  • Nominatas: a Convergências publica anualmente um documento com a lista dos avaliadores que participaram do processo de Double-Blind Peer Review. Essa lista é apresentada como evidência de que, antes da publicação, os artigos publicados passaram por um processo de avaliação por especialistas da área.

Sistema de avaliação 

Os trabalhos submetidos à Convergências são primeiramente avaliados dentro do enquadramento temático da publicação e linha editorial do periódico. Posteriormente, eles são julgados a partir dos critérios formais exigidos para submissão, com o preenchimento correto de informações e metadados na plataforma e respeito às normas indicadas nas “Diretrizes para Autores”. Caso haja problemas de adequação às normas de submissão, o autor é comunicado e tem até 10 dias para realizar novamente o procedimento de submissão. A adequação do artigo à primeira etapa não garante a sua aceitação na seguinte.

Após a primeira etapa é feita uma “avaliação duplo cega” (Double-Blind Peer Review) por membros do conselho editorial ou pareceristas ad hoc cadastrados na plataforma da revista. A avaliação, nesta etapa, diz respeito especificamente ao conteúdo. O parecerista pode recusar, aprovar ou aprovar com indicação de alterações. No último caso, o autor deve fazer as mudanças indicadas ou dialogar com os editores em caso de discordância. A depender do caráter da alteração, o artigo poderá passar por um terceiro avaliador, mas a decisão final será da responsabilidade dos editores. Se o trabalho for aprovado por um avaliador e reprovado por outro, o artigo será encaminhado a outro parecerista. Em todo caso, o texto só será publicado se receber, no mínimo, dois aceites.

Os artigos relativos às temáticas livres tendem a demorar mais para serem avaliados por conta do número de artigos recebidos. Além disso, eles também podem tomar mais tempo para a análise, pois dependerão da disponibilidade de um especialista específico para a avaliação do texto sobre determinado assunto de seu domínio.

Política de acesso livre

A Convergências não cobra taxas de submissão ou publicação e oferece seu conteúdo gratuitamente, de acordo com as políticas de Open Access promulgadas pelo governo brasileiro para otimizar a dinâmica de transparência de dados no “Compromisso pela Ciência Aberta”.  Dessa maneira, o periódico contribui com a democratização do acesso ao conhecimento científico e, de forma complementar, à rapidez na divulgação das pesquisas realizadas. 

Além disso, a Convergências possui uma política de cooperação editorial gratuita por não cobrar taxas dos autores para submissão ou edição dos artigos submetidos. Ela também conta com a assistência espontânea da comunidade científica – tanto para a produção quanto para a avaliação de seu conteúdo.

Declaração de ética

A Convergências compreende a necessidade de uma conduta ética para a promoção do debate acadêmico a partir de publicações científicas. Para tanto, ela se compromete com os padrões éticos comumente aplicados ao âmbito editorial, usando como referência o “Relatório da Comissão de Integridade da Pesquisa do CNPq”, do “Commitee on Publication Ethics” (COPE) entre outros documentos para a qualificação moral e ética dos processos editoriais, como os “Padrões Internacionais para Editores” (SciELO) e o “Código de Boas Práticas Científicas” (FAPESP).

Antes do processo de Double-Blind Peer Review, a revista realiza a verificação da originalidade e do ineditismo dos textos submetidos, com o objetivo de prevenir plágios ou autoplágios. A análise é realizada por meio de softwares especializados. Ao submeter o manuscrito, as pessoas autoras garantem que o trabalho não foi publicado ou está sendo avaliado por outra revista. Em caso de outras más práticas científicas – ou incongruências eventualmente não identificadas no processo de edição –, as pessoas autoras devem ser consideradas como as responsáveis. Dessa forma, a Convergências e a editora não serão penalizadas civil ou criminalmente. 

Após a publicação, caso sejam ainda verificadas ações fraudulentas, a revista pode retirar o artigo de seus registros ou – em casos menos graves que não invalidam o valor científico da obra – corrigir o artigo publicado com uma errata. O texto da errata será disponibilizado em link e conterá o mesmo número DOI do artigo, assim como outras informações originais. A retratação de artigos é uma prática que garante a qualidade de publicações da revista e, portanto, não expressa um mecanismo de punição. Um texto pode ser retratado, por exemplo, quando os dados apresentados não são confiáveis, quando há erros metodológicos entre outras características do gênero.  

O anonimato para qualquer um dos casos de má conduta científica é garantido, e a situação problemática será averiguada particularmente no diálogo com as pessoas implicadas. Casos mais complexos serão, naturalmente, submetidos às instâncias adequadas. Possíveis reclamações de caráter ético no processo editorial poderão ser enviados ao editor-gerente: felipe.carmo@unasp.edu.br 

Por fim, se o trabalho submetido à revista realizou alguma pesquisa com seres humanos, deve seguir o que determina a Resolução do Conselho Nacional de Saúde (CNS 196/96). Além disso, ela deve ter sido aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição em que foi realizada, enviando aos editores da Convergências um documento que comprove a permissão para a realização do estudo. As pessoas autoras devem ter em porte os Termos de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE).

Histórico

A revista Convergências é relativamente recente: ela publicou sua primeira edição em 2021 e, desde então, permanece recebendo e publicando trabalhos acadêmicos voltados ao campo da comunicação. 

Arquivamento

A revista Convergências disponibiliza aos leitores o acesso a uma base de dados composta de artigos publicados em suas edições anteriores. Ela utiliza a tecnologia Lots of Copies Keep Stuff Safe (LOCKSS), parceira da Public Knowledge Project (PXP), a fim de criar um sistema de arquivos distribuídos entre as bibliotecas participantes e permite a elas criar arquivos permanentes para a preservação e restauração.

Sponsors

Deve ser direcionado um agradecimento ao Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho, que, além de ser a sede do periódico, é também o seu mantenedor financeiro. A Convergências também deve agradecimentos à Editora Universitária do Unasp (Unaspress), por se responsabilizar pela qualidade, periodicidade e editoração do material publicado.

Sistema de publicação

A Convergências utiliza o Open Journal System (OJS 3.3.0.10), sistema de código livre gratuito para a administração e publicação de revistas, desenvolvido com suporte de distribuição pelo Public Knowledge Project sob a licença General Public License (GNU). A revista também conta com o suporte da Lepidus Tecnologia, empresa especializada no desenvolvimento de soluções em tecnologia da informação, que atua principalmente com serviços de nuvem para a comunidade acadêmica e científica. 

Qualis

A Convergências está elaborando as suas edições a partir das diretrizes estabelecidas para a Área 31, divulgadas pelo Relatório do Qualis Periódicos (2019) de “Comunicação e Informação”. Assim, ela espera oferecer qualidade em suas publicações científicas a partir dos critérios governamentais estipulados para esse fim em sua área de atuação.

Endereço

O grupo que compõe a editoração da Convergências encontra-se no Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP), Estrada Municipal Pastor Walter Boger, S/N - Lagoa Bonita, Engenheiro Coelho - SP, 13448-900.