Percepção dos professores em relação à atuação do psicopedagogo
PDF

Como Citar

Azevedo, I., & Viana, H. (2016). Percepção dos professores em relação à atuação do psicopedagogo. Lumen: Educare, 2(1), p. 53-73. https://doi.org/10.19141/2447-5432/lumen.v2.n1.p.53-73

Resumo

A proposta deste trabalho foi investigar o conhecimento dos professores do ensino fundamental I a respeito da função e atuação do psicopedagogo, verificando se estes compreendem a amplitude do trabalho e sua contribuição para o desenvolvimento escolar dos alunos com dificuldades de aprendizagem. Esse assunto tornou-se um tema importante a ser abordado, pois se percebe na sala de aula que a maioria dos professores não está preparada para lidar com os alunos que precisam de mais atenção e apoio e se preocupam apenas em passar o conteúdo e cumprir o programa, mas não se preocupam se o aluno está aprendendo de fato o que foi transmitido. Assim, eles acabam não compreendendo os motivos das dificuldades apresentadas e não sabem a quem recorrer. Os participantes da pesquisa foram oito professores de uma escola particular do município de Paulínia. Para coletar os dados, foram aplicados questionários contendo oito questões, sendo seis fechadas e duas abertas. A análise dos resultados baseou-se nas contribuições dos participantes e estudo de trabalhos científicos na área da psicopedagogia. Os resultados apontam que a maioria dos professores possui uma boa percepção sobre a atuação do psicopedagogo, ocasionando melhorias no ensino e na criação de novas metodologias que atendam às demandas atuais.

Palavras-chave: Professores; Psicopedagogia; Alunos; Processo ensino-aprendizagem.


Abstract: The proposal of the present paper is to investigate the knowledge of elementary school teachers concerning the psycho-pedagogue’s functions and practice, this way, verifying if they understand the amplitude of their work and contribution to the development of students with learning disabilities. This subject has become an important theme to address, since it is known in the classroom that most teachers are not prepared to deal with students that need more attention and support; they are only concerned about teaching the contents and finishing the school program, but they don’t worry if the student is in fact learning what is being transmitted. Therefore, they end up not understanding the reasons of the difficulties presented and do not know to whom to turn to. Eight teachers from a private school in Paulina participated in the research. It was necessary to obtain information through questionnaires containing eight questions, six of them being closed and two open. The analysis of the results was based on participants’ contributions and scientific studies at the Psychopedagogy area. The results have shown that most teachers have a good perception of what a psychopedagogue is supposed to do, causing improvements in the teaching and creation of new methodologies that will meet the current demands.

Keywords: Teachers; Psychopedagogy; Students; Teaching-learning process.

https://doi.org/10.19141/2447-5432/lumen.v2.n1.p.53-73
PDF

Referências

ACAMPORA, B. Psicopedagogia Clínica: o despertar das potencialidades. 2.ed. Rio de Janeiro: Wak, 2013.

BARBOSA, M. B. Dificuldades de aprendizagem no contexto escolar: perspectivas para sua compreensão e superação. Trabalho de conclusão de curso. (Graduação em Pedagogia). UNESP, Rio Claro, 2015.

BERTOSO, E. B. F.; AMORIM, A. G. de. O papel do psicopedagogo na percepção dos professores. Psicopedagogia on-line, maio, 2013.Disponível em: <http://bit.ly/2aBZFhs>. Acesso em: 14 out. 2015.

BRUM, F. T.; P. S. O. Espaços psicopedagógicos na escola: legitimados ou urgentes?. Revista Psicopedagogia, v. 31, n. 95, p. 109-118, 2014.

COSTA, A. A.; PINTO, T. M. G.; ANDRADE, M. S. de. Análise Histórica do surgimento da Psicopedagogia no Brasil. ID online REVISTA DE PSICOLOGIA, v. 7, n. 20, p. 10-21, 2013. Disponível em: <http://bit.ly/2aAmq54>. Acesso em: 12 de jan. 2016.

SOUZA, A. C. D.; SENA, C. C. B. Psicopedagogia hospitalar: o acompanhamento pedagógico melhorando a autoestimadas crianças internadas. Revista Científica CENSUPEG, n. 3, p. 20-31, 2014. Disponível em: <http://bit.ly/2aiLZLL>. Acesso em: 15 de jan. 2016.

FERREIRA, A. C. L.; VILAS BOAS, T. J. R.; SILVA, A. B. S. M. Formação do professor mediador: inclusão e intervenção psicopedagógicas. Revista de Estudios e Investigación en Psicología y Educación, v. Extra, n. 6, p. 238-41, 2015. Disponível em: <http://bitly/2aw0v17>. Acesso em 14 de jan. 2016.

GUIMARÃES, A. S. A importância do lúdico nas séries iniciais: o jogo e a brincadeira como elementos didáticos das aulas de educação física. Trabalho de conclusão de curso. (Graduação em Educação Física). Universidade de Brasília, Brasília, 2015.

MARTINS, V. Estudo de caso em psicopedagogia clínica. Trabalho de Conclusão de Curso. (Pós-graduação Psicopedagogia Clínica e Institucional) UNESC, 2014.

MIGUEL, R. R.; RIJO, D.; LIMA, L. N. Fatores de risco para o insucesso escolar: a relevância das variáveis psicológicas e comportamentais do aluno. Revista Portuguesa de Pedagogia, v. 46, n. 1, p. 127-143, 2012.

NOGARO, A. et al. Pensando a Aprendizagem na Perspectivada Psicopedagogia Institucional. In: JORNADAS TRASANDINAS DE APRENDIZAJE, XV. La Plata, 2014. Anais do Congresso. La plata: Transadinos Libros, 2014.

NUNES, L. C. et al. Perfil de estudantes dos anos iniciais com dificuldades de aprendizagem: importância da educação física escolar. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 22, n. 2, p. 36-46, 2014.

OLIVEIRA, L. dos S.; OLIVEIRA, V. S. A Contribuição do Psicopedagogo no Contexto Escolar. Nativa-Revista de Ciências Sociais do Norte de Mato Grosso, v. 4, n. 2, p. 2-7, 2015.

OTAVIANO, A. B. N.; ALENCAR, E. M. L. S.; FUKUDA, C. C. Estímulo à criatividade por professores de Matemática e motivação do aluno. Revista Psicologia Escolar e Educacional, v. 16, n. 1, p. 61-69, Jan-jun., 2012.

PATERRA, M. T. G; RODRIGUES, S. C. Atuação do psicopedagogo nos diversos e complexos contextos de dificuldades de aprendizagem nas instituições escolares. Educação, Gestão e Sociedade: v. 4, n. 14, p. 2-10, jun./2014. Disponível em: <http://bit.ly/2aAwhId>. Acesso em: 12 de jan. 2016.

ROSA, A. C. A Necessidade de um psicopedagogo na escola. Cadernos da FUCAMP, v. 13, n. 19, p. 95-105, 2014. Disponível em: <http://bit.ly/2aR0KpL>. Acesso em: 15 de jan. 2016.

SAMORA, B. M.; SILVA, M. C. R. da. Possibilidades na intervenção psicopedagógica: as habilidades sociais como alternativa ao estresse. Revista Psicopedagogia, v. 31, n. 95, p. 158-168, 2014. Disponível em: <http://bit.ly/2av5L27>. Acesso em: 12 de jan. 2016.

SOARES, M.; SENA, C. C. B. A contribuição do psicopedagogo no contexto escolar. Associação Brasileira de Psicopedagogia, p. 1-9, 2012.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Downloads

Não há dados estatísticos.