Um estudo sobre a prevenção de fraude contábil em uma empresa de comércio exterior

Viviane Fernandes Pereira, Adilson das Neves Santos, Luis Fernando da Rocha

Resumo


A Contabilidade tem o propósito de fornecer informações úteis e tempestivas para a tomada de decisões de forma plena e adequada. Porém, a sociedade tem observado escândalos relacionados à fraude, como adulteração, manipulação e omissão de dados/fatos. O objetivo deste estudo é verificar se os procedimentos utilizados para a prevenção de fraude contábil em uma empresa de comércio exterior são suficientes para impossibilitar a sua ocorrência. Utilizou-se pesquisa bibliográfica, exploratória e qualitativa, o questionário em escala Likert foi aplicado em cinco profissionais da área contábil, cinco do fiscal e três do controle interno. Verificou-se que existem significativas falhas no que discerne aos controles primordiais para prevenção de fraudes, e que os níveis hierárquicos, em várias ocasiões, não indicam trabalhar/operar adequadamente, em razão das opiniões divergentes em relação à questões primordiais para a empresa. A fraude em si não foi detectada, mas existem muitas lacunas para que a mesma ocorra.


Palavras-chave


Fraude contábil; Controle interno; Auditoria externa.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19141/2594-7680.actanegocios.v1.n2.p129-160

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Acta Negócios

ACN, Engenheiro Coelho, São Paulo, Brasil. ISSN: 2594-7680.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia