PROCEDIMENTOS DE PREVENÇÃO DE FRAUDE CONTÁBIL NUMA EMPRESA DE COMÉRCIO EXTERIOR
PDF

Palavras-chave

Fraude contábil
Controle interno
Auditoria externa.

Como Citar

Pereira, V., Santos, A., & da Rocha, L. (2018). PROCEDIMENTOS DE PREVENÇÃO DE FRAUDE CONTÁBIL NUMA EMPRESA DE COMÉRCIO EXTERIOR. Acta Negócios, 1(2), 129-160. https://doi.org/10.19141/2594-7680.actanegocios.v1.n2.p129-160

Resumo

A Contabilidade tem o propósito de fornecer informações úteis e tempestivas para a tomada de decisões de forma plena e adequada. Porém, a sociedade tem observado escândalos relacionados à fraude, como adulteração, manipulação e omissão de dados/fatos. O objetivo deste estudo é verificar se os procedimentos utilizados para a prevenção de fraude contábil em uma empresa de comércio exterior são suficientes para impossibilitar a sua ocorrência. Utilizou-se pesquisa bibliográfica, exploratória e qualitativa, o questionário em escala Likert foi aplicado em cinco profissionais da área contábil, cinco do fiscal e três do controle interno. Verificou-se que existem significativas falhas no que discerne aos controles primordiais para prevenção de fraudes, e que os níveis hierárquicos, em várias ocasiões, não indicam trabalhar/operar adequadamente, em razão das opiniões divergentes em relação à questões primordiais para a empresa. A fraude em si não foi detectada, mas existem muitas lacunas para que a mesma ocorra.

https://doi.org/10.19141/2594-7680.actanegocios.v1.n2.p129-160
PDF

Referências

ATTIE, W. Auditoria, conceitos e aplicações. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2011.

ALMEIDA, M. C. Auditoria: um curso moderno e completo. 7ª ed. São Paulo: Atlas, 2010.

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE (CFC). Resolução 820 de 1997- NBC T 11. Estabelece normas para o exercício da Auditoria/Conselho Federal de Contabilidade. 3ª edição. Brasília: CFC, 2008.

COSENZA, J. P. Contabilidade criativa: as duas faces de uma mesma moeda. Pensar Contábil. Revista do Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro - RJ, n. 20, p. 4-13, maio/jul. 2003.

CREPALDI, S. A. Auditoria Contábil: Teoria e Prática. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2010.

CRESSEY, D. R. Other people’s money: a study in the social psychology of embezzlement, Glencoe, Illinois: The Free Press, 1953.

FRANCO, H; MARRA, E. Auditoria Contábil. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2011.

GOMES, M. A. C. Uma Contribuição à prevenção de fraudes contra as empresas. Tese de Doutoramento em Contabilidade e Atuaria. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2000.

MIGLIAVACCA, P. N. Controles Internos nas organizações. 2ª ed. São Paulo: Edicta, 2004.

MOURA, D. de. Análise dos Fatores de convencimento do Juízo Brasileiro quanto à ocorrência de Fraude Contábil: um estudo de caso Múltiplo da Gallus, da Encol e do Banco Santos. Dissertação para conclusão do Mestrado Internacional (MIM), na Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2007.

MUNDURUCA, D. F. V. Comércio exterior como estratégia de crescimento econômico: uma proposta de priorização de produtos exportáveis para a economia sergipana. Dissertação (Mestrado Profissional em Desenvolvimento Regional e Gestão de Empreendimentos Locais) – Núcleo de Pós-Graduação e Pesquisa em Economia, Pró-Reitoria de Pós- Graduação e Pesquisa, Universidade Federal de Sergipe, Sergipe, 2010.

OLIVEIRA, M. C.; LINHARES, J. E. A Implantação de controle interno adequado às exigências da Lei Sarbanes-Oxley em empresas brasileiras – um estudo de caso. 6° Congresso USP de Controladoria e Contabilidade. 27 e 28 de julho de 2006. USP-EAC. Pesquisa Contábil e Desenvolvimento Econômico-Social. São Paulo. 2006.

OLIVEIRA, R. L. Gestão de Fraudes Financeiras Externas em Bancos. Dissertação (Mestrado em Administração de Organizações) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.

PADOVEZE, C. L. Contabilidade gerencial: um enfoque em sistema de informação contábil. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 2000.

SÁ, A. L. de. HOOG, W. A. Z. Corrupção, Fraude e Contabilidade. 4ª ed. Rio de Janeiro: JURUA, 2012.

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. 23ª ed. rev. e atual. São Paulo: Atlas, 2007

VAZQUEZ, J. L. Comércio Exterior Brasileiro. 8ª ed. São Paulo: Atlas, 2007.

VERGARA, S.C. Projetos e Relatórios de Pesquisas em Administração. 12ª ed. São Paulo: Atlas, 2010.

Copyright (c) 2018 Acta Negócios

Downloads

Não há dados estatísticos.