Efeito de trichoderma SPP no controle de podridão de raiz causada por pythium aphanidermatum e na promoção de crescimento da alface hidropônioca
PDF

Como Citar

Patekoski, K. da S., & Pires-Zottarelli, C. L. A. (2016). Efeito de trichoderma SPP no controle de podridão de raiz causada por pythium aphanidermatum e na promoção de crescimento da alface hidropônioca. Acta Scientiae Biological Research, 1(1), 59–74. Recuperado de https://revistas.unasp.edu.br/acb/article/view/733

Resumo

Resumo: Foi avaliada a ação do produto Trichodel Hidroponia, formulado com Trichoderma spp. no controle de Pythium aphanidermatum em variedades comerciais de alface e na promoção de crescimento das plantas. Nos experimentos in vitro, placas de Petri com ágar-água receberam 1mL do produto nas concentrações de 0,25, 0,5 e 1mL L-1, plântulas recém-germinadas das variedades Vera e Elisa e após 24h, discos com micélio do patógeno. Após dez dias de incubação a 20 e 31ºC, foram avaliados o comprimento das radículas, dos hipocótilos e a porcentagem de plântulas sobreviventes. Os testes in vivo foram realizados na primavera e no verão, por meio do sistema NFT, em delineamento inteiramente casualizado. Ao fi nal do cultivo, foram avaliadas as massas de matéria fresca e seca das plantas. In vitro, o Trichodel não promoveu o crescimento das plantas, mas foi efetivo no controle do patógeno, com melhores resultados obtidos com a concentração de 0,25 mL L-1; in vivo não foi verifi cada infl uência do patógeno sobre o desenvolvimento das plantas, e, de maneira geral, o produto Trichodel não atuou como promotor de crescimento. Os resultados demonstram que o Trichodel Hidroponia possui potencial para o controle de podridão de raiz causada por P. aphanidermatum, podendo nortear outros estudos que visem o controle da doença.

Palavras-chave: Lactuca sativa; Podridão de raiz; Controle biológico; Hidroponia;
Trichoderma spp.; Pythium aphanidermatum.


Abstract: It was evaluated the action of the product Trichodel Hidroponia, formulated with Trichoderma spp. in the control of Pythium aphanidermatum in commercial lettuce varieties and plant growth promotion. In vitro, Petri dishes with water-agar received 1 mL of product with concentrations of 0.25, 0.5 and 1mL L-1, germinated seedlings of Vera and Elisa varieties and aft er 24 hours, plugs with mycelium of the pathogen. Aft er 10 days of incubation at 20 and 31ºC, the length of primary root, hypocotyls and the percentage of survivor’s seedlings were analyzed. In vivo experiments were carried out during the spring and summer, using the NFT system, in a completely randomized design. At the end of cultivation, the fresh and the dry weight of shoots and root were analyzed. In vitro, the Trichodel not promote plant growth, however, it was eff ective in controlling the pathogen, with best results obtained with the concentration of 0.25 mL L-1. In vivo experiments, there was no infl uence of the pathogen on plant growth and the product Trichodel in general not acted as a growth promoter. The results demonstrate that the Trichodel Hidroponia has potential to control root rot caused by P. aphanidermatum, and may guide other work aimed at controlling the disease.

Keywords: Lactuca sativa; Root rot; Biological control; Hydroponic system; Trichoderma spp.; Pythium aphanidermatum.

PDF

Referências

BAPTISTA, F. R. Pythium middletonii Sparrow e Pythium dissotocum Drechsler em alface (Lactuca sativa L.): avaliação patogênica e controle biológico. Dissertação. (Mestrado em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente). Curso de Pós-graduação em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente, Instituto de Botânica, 2007.

BAPTISTA, F. R.; PIRES-ZOTTARELLI, C. L. A.; TEIXEIRA, L. D. D.; JÚNIROR, N. A. S. Avaliação patogênica in vitro de Pythium middletonii Sparrow e Pythium dissotocum Drechsler em alface. Summa Phytopathologica, v. 37, n. 1, p. 52-558, 2011. Disponível em: <http://bit.ly/28Z5SIo>.

BENÍTEZ, T.; RINCÓN, A. M.; CODÓN, A. C. Biocontrol mechanisms of Trichodermastrains. International Microbiology, v. 7, n. 4, p. 249-260, 2004. Disponível em:<http://bit.ly/291UYPV>.

COMETTI, N. N.; MATIAS, G. C. S.; ZONTA, E.; MARY, W.; FERNANDES, M. S. Efeito da concentração da solução nutritiva no crescimento da alface em cultivo hidropônico—sistema NFT. Horticultura Brasileira, v. 26, n. 2, p. 252-257, 2008. Disponível em: <http://bit.ly/298iCsT>.

CRUZ, J. L. G. Efeito de Trichoderma spp. no potencial fisiológico de sementes e mudas de melão. Dissertação. (Mestrado em Agronomia). Curso de Pós-graduação em Agronomia, Universidade Federal de Santa Maria, 2010.

ECCB. Trichodel Hidroponia. ECCB Insumos Biológicos, Caxias do Sul. Capturado em 05 jan. 2010. Online. Disponível em: < http://bit.ly/28Z69eq>.

FREITAS, S. S.; MELO, A. M. T; DONZELI, V. P. Promoção do crescimento de alface por rizobactérias. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 27, n. 1, p. 61-70, 2003. Disponível em: <http://bit.ly/28Yqpt6 >.

FURLANI, P. R. Cultivo de alface pela técnica de hidroponia NFT. Campinas: Instituto Agronômico de Campinas, 1995. (Boletim Técnico, 55).

HERRERO, M. L.; HERMANSEN, A.; ELEN, O. N. Ocurrence of Pythium spp. and Phytophthora spp. in Norwegian greenhouses and their pathogenicity on cucumber seedlings. Journal of Phytopathology, v. 151, n. 1, p. 36-41, 2003.

JUNGES, E.; MANZONI, C. G.; MILANESI, P.; BRAND, S. C.; DURIGON, M. R.; BLUME, E.; MUNIZ, M. F. B. Germinação e vigor de sementes de arroz semeadas em substrato tratado com o bioprotetor Trichoderma spp. em formulação líquida ou pó. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 1, n. 1, p.1131-1134, 2007.

LLORENTE, I.; VILARDELL, A.; VILARDELL, P.; PATTORI, E.; BUGIANI, R.; ROSSI, V.; MONTESINOS, E. Control of brown spot of pear by reducing the overwintering inoculum through sanitation. European Journal of Plant Pathology, v. 128, n. 1, p. 127-141, 2010.

LOPES, M. C.; FREIER, M.; MATTE, J. D.; GÄRTNER, M.; FRANZENER, E.; CASIMIRO, E. L. N.; SEVIGNANI, A. Acúmulo de nutrients por cultivares de alface em cultivo hidropônico no inverno. Horticultura Brasileira, v. 2, n. 2, p. 211-215, 2003. Disponível em: <http://bit.ly/298js9n>.

LOPES, R. B. A indústria no controle biológico: Produção e comercialização de microrganismos no Brasil. In: BETTIOL, W.; MORANDI, M.A.B. Biocontrole de doenças de plantas: uso e perspectivas. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2009. Cap. 2, p.15-28.

MELO, I. S. Trichoderma e Gliocladium como bioprotetores de plantas. Revisão anual de Patologia de Plantas, v. 4, p. 262-295, 1996.

NASCIMENTO, W. M.; CANTLIFFE, D. J. Germinação de sementes de alface sob altas temperaturas. Horticultura Brasileira, v. 20, n. 1, p. 103-106, 2002. Disponível em:<http://bit.ly/29g5QYq>.

OHSE, S.; DOURADO-NETO, D.; MANFRON, P. A.; SANTOS, O. S. Qualidade de cultivares de alface produzidos em hidroponia. Scientia Agrícola, v. 58, n. 1, p. 181-185, 2001. Disponível em: <http://bit.ly/28Z7RfL>.

OWEN-GOING, N.; SUTTON, J. C.; GRODZINSKI, B. Relationships of Pythium isolates and sweet pepper plants in single-plant hydroponic units. Canadian Journal of Plant Pathology, v. 25, n. 2, p. 155-167, 2003.

PATEKOSKI, K. S.; PIRES-ZOTTARELLI, C. L. A. Patogenicidade de Pythium aphanidermatum a alface cultivada em hidroponia e seu biocontrole com Trichoderma. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 45, n. 8, p. 805-810, 2010. Disponível em: <http://bit.ly/29g7cSI>.

PATEKOSKI, K.S.; ZOTTARELLI, C. P. Patogenicidade in vitro de Pythium aphanidermatum e Pythium dissotocum em variedades de alface (Lactuca sativa L.). Hoehnea, v. 36, n. 1, p.161-172, 2009. Disponível em: <http://bit.ly/28Z80zL>.

PAULITZ, T. C.; BÉLANGER, R. R. Biological control in greenhouse systems. Annual Review of Phytopathology, v. 39, p. 103-133, 2001.

PLAATS-NITERINK, A. J. V. D. Monograph of the genus Pythium. Studies in Mycology, v. 21, p. 1-242, 1981. Disponível em:< http://bit.ly/29g76un>.

SALAS-MARINA, M. A.; ISORDIA-JASSO, M. I.; ISLAS-OSUNA, M. A.; DELGADOSÁNCHEZ, P.; JIMÉNEZ-BREMONT, J. F.; RODRÍGUEZ-KESSLER, M.; ROSALESSAAVEDRA,

M. T.; HERRERA-ESTRELLA, A.; CASAS-FLORES, S. The Epl1 and Sm1 proteins from Trichoderma atroviride and Trichoderma virens diferentially modulate systemic disease resistance against different life style pathogens in Solanum lycopersicum. Frontiers in Plant Science, v. 6, artigo 77. Disponível em: <http://1.usa.gov/294zung>.

SCHUSTER, A.; SCHMOLL, M. Biology and biotechnology of Trichoderma. Applied Microbiology and Biotechnology, v. 87, n. 3, p. 787-799, 2010. Disponível em: <http://1.usa.gov/28VHTUq>.

SOTTERO, A. N.; FREITAS, S. S.; MELO, A. M. T.; TRANI, P. E. Rizobactérias e alface: colonização rizosférica, promoção de crescimento e controle biológico. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 30, n. 2, p. 225-234, 2006. Disponível em:<http://bit.ly/28YkEKy>.

SUTTON, J. C.; SOPHER, C. R.; OWEN-GOING, T. N.; LIU, W.; GRODZINSKI, B.; HALL, J. C.; BENCHIMOL, R. L. Etiology and epidemiology of Pythium root rot in hydroponic crops: Current knowledge and perspectives. Summa Phytopathologica, v. 32, n. 4, p. 307-321, 2006. Disponível em: <http://bit.ly/28Xi4UD>.

TEIXEIRA, H. PAULA JÚNIOR, T. J.; VIEIRA, R. F.; PRADO, A. L.; LEHNER, M. S. LIMA, R. C.; SANTOS, J.; FERRO, C. G.; SANTOS, P. H. Efi ciência de produtos comerciais à base de Trichoderma spp. no controle de podridão-radicular do feijoeiro. Tropical Plant Pathology, v. 34, p. 73, 2009.

UTKHEDE, R. S.; LÉVESQUE, C. A.; DINH, D. Pythium aphanidermatum root rot in hydroponically grown lettuce and the eff ect of chemical and biological agents on its control. Canadian Journal of Plant Pathology, v. 22, n. 2, p. 138-144, 2000.

Downloads

Não há dados estatísticos.