EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL COM PAIS EM CRECHES
PDF

Palavras-chave

Consumo alimentar
Alimentação escolar
Estudo de intervenção

Como Citar

Oshiyama, C. C., Triches, K. J., Kutz, N., Silva, N., Miotto, T., & Salgueiro, M. M. (2019). EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL COM PAIS EM CRECHES. Life Style, 6(1), 16-23. https://doi.org/10.19141/2237-3756.lifestyle.v6.n1.p16-23

Resumo

Estudo de intervenção com o objetivo de sensibilizar 44 pais de alunos de três creches de Carapicuíba (SP) quanto à adoção de uma alimentação saudável. O tema foi abordado em roda de conversa, usando a metodologia proposta no “meu pratinho saudável” para crianças acima de dois anos de idade. Alguns participantes relataram que a família consumia alimentos com alto teor de gordura e açúcares, como salgadinhos e refrigerantes, pela praticidade de aquisição e preparo. Nas creches 1 e 2, o fator econômico foi usado como justificativa para o consumo desses alimentos. A roda de conversa foi útil para discutir o assunto proposto e a metodologia usada facilitou o processo de aprendizagem. A ação foi positiva, pois apesar das dificuldades observou-se interesse dos pais em discutir o tema e pensar na possibilidade de adotar hábitos mais saudáveis em casa, além de reconhecerem a boa alimentação que os filhos recebem nas creches.

https://doi.org/10.19141/2237-3756.lifestyle.v6.n1.p16-23
PDF

Referências

AZEVEDO, E. C. C.; DINIZ, A. S.; MONTEIRO, J. S.; CABRAL, P. C. Padrão alimentar de risco para as doenças crônicas não transmissíveis e sua associação com a gordura corporal: uma revisão sistemática. Revista Ciência e Saúde Coletiva, v. 19, n. 5, p. 1447-1458, 2014.

BERNARDI, J. R.; CEZARO, C.; FISBERG, R. M.; FISBERG, M.; VITOLO, M. R. Estimativa do consumo de energia e de macronutrientes no domicílio e na escola em pré-escolares. Jornal de pediatria, v. 86, n. 1, p. 59-64, 2010.

BRASIL. Ministério da Educação. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Formação pela Escola: Módulo Pnae. Poder Executivo, Brasília, DF: 2008. Disponível em: <https://bit.ly/2zVK1em>. Acesso em: 13 out. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Cartilha Nacional da Alimentação Escolar. Poder Executivo, Brasília, DF, 2014. Disponível em: <https://bit.ly/2wC9rfU>. Acesso em: 25 jul. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Resolução nº 26 de 17 de junho de 2013. Dispõe o atendimento da alimentação escolar aos alunos da educação básica no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Diário [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 17 jun. 2013. Disponível em: <https://bit.ly/2wDyTRZ>. Acesso em: 06 jun. 2019.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Marco de referência de educação alimentar e nutricional para as políticas públicas. Brasília, DF: MDS, 2012. Disponível em: <https://bit.ly/2G2BOey>. Acesso em: 13 out. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Educação alimentar e nutricional: articulação de saberes. José Arimatea Barros Bezerra. Fortaleza: Edições UFC, 2018. Disponível em: <https://bit.ly/31g86JC>. Acesso em: 24 de mai. 2019.

DUTRA, C. D. T.; DIAS, R. M.; REZENDE, A. L. S.; LEÃO, P. V.; SILVA, D. R. S. Educação alimentar: uma estratégia para a promoção da alimentação saudável. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE NUTRIÇÃO, 22., 2012, Recife. Anais… Educação e Ensino, Recife: CONBRAN, 2012, p. 1-5.

HOCHMAN, B.; NAHAS, F. X.; FILHO, R. S. O. F.; FERREIRA, L. M. Desenhos de Pesquisa. Acta Cirúrgica Brasileira, v. 20, n. 2, p. 2-9, 2005.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia Estatística. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Pesquisa de orçamentos familiares 2008-2009: antropometria e análise do estado nutricional de crianças e adolescentes no Brasil. Brasília: IBGE, 2010. Disponível em: <https://bit.ly/2J54qRj>. Acesso em: 25 jul. 2017.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia Estatística. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Pesquisa de orçamentos familiares 2008-2009: análise do consumo alimentar pessoal no Brasil. Brasília: IBGE, 2011. Disponível em: <https://bit.ly/2J54qRj>. Acesso em: 25 jul. 2017.

LINDEMANN, I. L.; OLIVEIRA, R. R.; MENDOZA-SASSI, R. A. Dificuldades para alimentação saudável entre usuários da atenção básica em saúde e fatores associados. Revista Ciência e Saúde Coletiva, v. 21, n. 2, p. 599-610, 2016.

MORAES, R. W. Determinantes e construção do comportamento alimentar: uma revisão narrativa de literatura. Porto Alegre, 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Nutrição) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

MOURA, A. F., LIMA, M. G. A Reinvenção da Roda: Roda de Conversa, um instrumento metodológico possível. Revista Temas em Educação, v. 23, n.1, p. 98-106, 2014.

NOBRE, L. N.; LAMOUNIER, J. A.; FRANCESCHINI, S. C. C. Preschool children dietary patterns and associated factors. Jornal de Pediatria, v. 88, n. 2, p. 129-136, 2012.

OPAS – Organización Panamericana de la Salud. Escuelas promotoras de la salud: entornos saludables y mejor salud para las geraciones futuras. Washington, DC: OPAS, 1998. Disponível em: <https://bit.ly/2wGsEgr>. Acesso em: 29 nov. 2016.

PEREIRA, A. S.; PEIXOTO, N. G. A.; NOGUEIRA-NETO, J.F.; LANZILLOTTI, H. S.; SOARES, E. A. Estado nutricional de pré-escolares de creche pública: um estudo longitudinal. Cadernos saúde coletiva, v. 21, n. 2, p. 140-147, 2013.

SEADE. Arranjo familiar e inserção feminina no mercado de trabalho na RMSP na década de 90. Mulher e trabalho, n. 10, 2002. Disponível em: <https://bit.ly/2WUC3zF>. Acesso em: 20 fev. 2017.

SPARRENBERGER, K.; FRIEDRICH, R. R.; SCHIFFNER, M. D.; SCHUCH, I.; WAGNER, M.B. Ultra-processed food consumption in children from a Basic Health Unit. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 91, n. 6, p. 535-542, 2015.

TOLONI, M. H. A.; LONGO-SILVA, G. GOULART, R. M. M. TADDEI, J. A. A. C. Introdução de alimentos industrializados e de alimentos de uso tradicional na dieta de crianças de creches públicas no município de São Paulo. Revista de Nutrição, v. 24, n. 1, p. 61-70, 2011.

Copyright (c) 2019 Life Style

Downloads

Não há dados estatísticos.