VALIDAÇÃO DO QUESTIONÁRIO OITO REMÉDIOS NATURAIS – Q8RN – VERSÃO ADULTO
PDF

Arquivos suplementares

Folha de Rosto
Tabelas

Palavras-chave

Estudos de Validação
Estilo de Vida
Promoção da Saúde
Oito Remédios Naturais.

Como Citar

Abdala, G., Meira, M., Isayama, R., Rodrigo, G., Wataya, R., & Tertuliano, I. (2018). VALIDAÇÃO DO QUESTIONÁRIO OITO REMÉDIOS NATURAIS – Q8RN – VERSÃO ADULTO. Life Style, 5(2), 109-134. https://doi.org/10.19141/2237-3756.lifestyle.v5.n2.p109-134

Resumo

O Questionário Oito Remédios Naturais (Q8RN) compreende oito dimensões: nutrição, exercício, água, luz solar, temperança, ar puro, descanso e confiança em Deus. É utilizado para avaliar a adesão aos hábitos saudáveis do estilo de vida Adventista. Esse artigo objetiva analisar os atributos de validade e confiabilidade do Q8RN, versão adulto. Estudo descritivo, metodológico, envolvendo 504 participantes de Feiras de Saúde em São Paulo. Realizou-se Análise Fatorial Confirmatória (AFC) no programa R, com estimação WLMSV, tipo policórica. Houve evidências de validade do instrumento Q8RN, cujos ajustes de bondade foram: CFI = 0,965, Tucker-Lewis Index – TLI = 0,952 e Índice de ajuste parcimonioso RMSEA = 0,034. As oito dimensões foram mantidas, porém reduziu-se de 25 para 22 questões. O Alpha de Cronbach foi de 0,72, indicando confiabilidade interna. O questionário alcançou índices adequados, sendo considerado um instrumento válido para medir a adesão aos oito remédios naturais em adultos.

https://doi.org/10.19141/2237-3756.lifestyle.v5.n2.p109-134
PDF

Referências

ABDALA, G. A. et al. Construction and Validation of the Eight Natural Remedies Questionnaire – Adventist Life Style. Int. Journ. Development Reseach. v. 8, n. 5, p. 20.300 – 20.310, 2018.

BELLOC, N. B.; BRESLOW, L. Relationship of physical health status and health practices. Preventive medicine. v. 1, n. 3, p. 409-421, 1972.

BEZERRA, M. L. P. et al. Os benefícios da vitamina D na capacidade cognitiva em idosas. Rev. Med. Saúde Brasília, v. 5, n. 1, p. 101-108, 2016.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde. Brasília; 2006 (Série B. Textos Básicos de Saúde).

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira: promovendo a alimentação saudável/Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde – Departamento de Atenção Básica. - 2a ed, 1a reimpressão. Brasília: Ministério da Saúde, 2014. 156 p. il.

CLARES, J. W. B. et al. Necessidades relacionadas ao sono/repouso de idosos: estudo fundamentado em Henderson. Acta Paul Enf., v. 25, n. 1(esp), p. 54-59, 2012.

DeCS. Descritores em Ciências da Saúde. BIBLIOTECA VIRTUAL DE SAÚDE (BVS) Descritores em Ciências da Saúde. DeCS. 2018. Disponível em http://decs.bvs.br/cgi-bin/wxis1660.exe/server/. Acesso em 01 out 2018.

DIVISÃO SUL AMERICANA - Departamento de Saúde da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Disponível em: <https://www.adventistas.org/pt/saude/projeto/feira-vida-e-saude/> Acesso em: 27 ago 2018.

ESPINOSA-MONTERO, J. et al. Development and Validation of an Instrument to Evaluate Perceived Wellbeing associated with the ingestion of water: the water ingestion-related wellbeing instrument (WIRWI). Plos One, v. 11, n. 7, e0158567, 2016. Doi 10.1371/jornal.pone.0158567.

GANDY, J. Water intake: validity of population assessment and recommendations. Eur. J. Nutri., v. 52, Sup 2, p. S11-S16, 2015.

HAIR JR, J. F. et al. Análise Multivariada de Dados. 6ª ed. São Paulo: Bookman; 2009. p. 688.

HOLGADO-TELLO, F. P. et al. Polychoric versus Pearson correlations in exploratory and confirmatory factor analysis of ordinal variables. Quality & Quantity, v. 44, n. 1. p. 153-166, 2010.

KWOK, C. S. et al. Vegetarian diet, Seventh Day Adventists and Risk of Cardiovascular mortality: a systematic review and meta-analysis. Int. Journ. Cardiology, v. 176, n. 3, p. 680-686, 2014.

LEÓN, D. A. D. Análise Fatorial Confirmatória através dos Softwares R e Mplus. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. [Monografia. Bacharelado em Estatística. Departamento de Estatística. Porto Alegre, 2011.

LIM, B. C. et al. Validation of Health Promoting Lifestyle Profile II: a confirmatory study with a Malaysian Undergraduate Students Sample. Education in Medicine Journal, v. 8, n. 2, p. 65-77, 2016.

LUCCHETTI, G. et al. Validation of the Duke Religion Index: DUREL (Portuguese Version). J. Relig Health. v. 51, n. 2, p. 579-586, 2012.

MALTA, D. C.; MORAES NETO, O. L.; SILVA JR., J. B. Apresentação do plano de ações estratégicas para o enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis no Brasil, 2011 a 2022. Epidemiol. Serv. Saúde. v. 20, n. 4, p. 425-438, 2011.

MALTA, D. C. et al. Fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico nas capitais brasileiras, Vigitel 2014. Rev Bras Epidemiol, São Paulo, v. 18, supl. 2, p. 238-255, dez. 2015.

MANUAL DA EXPO SAÚDE. Adaptado do Departamento de Saúde da União Portuguesa dos Adventistas do 7º Dia. 2018. Com permissão do Health Education Resource (HER). Disponível em: <https://s3.amazonaws.com/iasd-ucb/departamentos/evangelismo/2014/Manual+da+Feira+de++Saude.pdf>. Acesso em: 04 set 2018.

MEIRA, M. D. D. et al. Perdil do Estilo de Vida de Adultos da Zona Sul de São Paulo. LifeStyle Journal, v. 2, n. 2. p. 67-82, 2015.

MORTON, K. R.; LEE, J. W.; MARTIN, L. R. Patways from Religion to Health: mediation by psychosocial and lifestyle mechanisms. Psycholog Relig Spiritual, v. 9, n. 1, p. 106-117, 2017.

MOTA, D. D. C. F.; PIMENTA, C. A. M. Avaliação e mensuração de variáveis psicossociais: desafio para pesquisa e clínica de enfermagem. Rev. Gaúcha de Enf. v. 28, n. 3, p. 309-314, 2007.

NAHAS, M. V.; BARROS, M. V.; FRANCALACCI, V. O pentáculo do bem-estar, base conceitual para avaliação do estilo de vida de indivíduos ou grupos. Rev. Bras Ativ Fís Saúde. v. 5, n. 2, p. 48-59, 2000.

OLIVEIRA, V. et al. Influence of vitamin D in human health. Acta Bioquím Clín Latinoam, v. 48, n. 3, p. 329-337, 2014.

POLISSELI, M. L. C.; RIBEIRO, L. C. Exercício físico como fator de proteção para saúde em servidores públicos. Rev Bras Med Esporte, v. 20, n. 5, p. 340-344, Set/Out, 2014.

PÔRTO, E. F. et al. Como o estilo de vida tem sido avaliado: revisão sistemática. Acta Fisiatr. v. 22, n. 4, p. 199-205, 2015.

QUADROS, K. R. S.; OLIVEIRA, R. B. Reposição de Vitamina D nativa: indicação à luz das evidências científicas atuais. Rev. Fac Ciênc Med Sorocaba, v. 18, n. 2, p. 79-86, 2016.

RAMÍREZ-VÉLEZ, R.; AGREDO, R. A. Fiabilidad y validez del instrumento “Fantástico” para medir el estilo de vida en adultos colombianos. Rev. Salud Pública. v. 14, n. 2, p. 226-237, 2012.

RODRIGUEZ-AÑEZ, C. R.; REIS, R. S.; PETROSKI, E. L. Versão brasileira do questionário “Estilo de Vida FANTASTICO”: tradução e validação para adultos jovens. Arq. Bras. Cardiol. v. 91, n. 2, p.102-109, 2008.

SILVA, A. M. M.; BRITO, I. S.; AMADO, J. M. C. Tradução, adaptação e validação do questionário Fantastic Lifestyle Assessment em estudantes do ensino superior. Cienc. Saúde coletiva. v. 19, n. 6, p. 1901-1910, 2014.

TAUNAY, T. C. D. et al. Validação da versão Brasileira da Escala de Religiosidade de Duke (DUREL). Revista Psiquiatria Clínica, v. 39, n. 4, p. 130-5, 2012.

THOMAS, J.; AL-ANOUTI, F. Sun Exposure and Behavioral Activation for Hypovitaminosis D and Depression: a controlled pilot study. Community Mental Health Journal, 2017. Doi: 10.1007-s10597-017-0209-5.

VILAR LÓPEZ, M. et al. Análisis de la confiabilidad del test FANTASTICO para medir estilos de vida saludables en trabajadores evaluados por el programa “Reforma de Vida” del seguro social de salud (EsSalud). Revista Peruana de Medicina Integrativa. v. 1, n. 2, p. 17-26, 2016.

VIVANTI, A. P. Origins for the estimations of water requirements in adults. European Journal of Clinical Nutrition, v. 66, p. 1282-1289, 2012.

WALZBERG, C. Você pode ter saúde, basta querer. São Paulo: Barany, 2013.

WHITE, E. G. Health Reformer 1877. Disponível em https://m.egwwritings.org/en/book/504.1106 Acesso em 5 nov 2018.

WHITE, E. G. The Ministry of Healing. 1905. p. 127. Disponível em http://www.centrowhite.org.br/files/ebooks/egw-english/books/The%20Ministry%20of%20Healing.pdf Acesso em 5 nov 2018.

WHITE, E. G. The Spiritual Gifts, v. 3. 1864.

http://www.centrowhite.org.br/files/ebooks/egw-english/books/Spiritual%20Gifts,%20vol.%203.pdf

Copyright (c) 2018 Life Style

Downloads

Não há dados estatísticos.